Que o futebol brasileiro sofre com a troca rápida de treinadores, todos já sabem. A sequência, mesmo que curta de maus resultados derruba qualquer comandante na casamata dos maiores clubes brasileiros. Pensando nisso, a CBF alterou as regras para a nova edição do campeonato brasileiro deste ano e admitirá apenas uma troca de técnico no decorrer da competição.

Assim, separamos aqui a vasta lista de técnicos brasileiros que estão atualmente sem clube; alguns deles renomados e campeões por onde passaram, como Abel Braga e Felipão, entre os principais nomes.

Confira a lista abaixo de treinadores sem clube em 2021

1. Abel Braga: O atual técnico vice-campeão brasileiro está livre no mercado, após excelente trabalho no comando técnico do Inter, onde brigou até a última rodada pelo título brasileiro de 2020, deixando a equipe classificada a Libertadores 2021; o mesmo está livre no mercado após curta passagem pelo futebol europeu neste ano.

2. Luiz Felipe Scolari: Felipão está desempregado desde 13 de outubro de 2021, quando deixou o comando técnico do Grêmio. O treinador campeão do mundo com a Seleção Brasileira em 2002 comandou o Cruzeiro por 20 jogos na Série B, na temporada passada, antes de chegar ao Grêmio.

3. Jair Ventura: O jovem treinador, que conta com passagem pelo Santos, Corinthians, Botafogo e outros clubes, fora demitido do Sport neste mês de abril, ficando livre para um novo desafio em sua carreira.

4. Antônio Carlo Zago: Já com uma carreira consolidada como treinador, visto as passagens por Internacional, Palmeiras e outros, esse está livre no mercado desde o anúncio de sua saída do Kashima Antlers – do Japão, neste mês.

5. Dorival Jr.: O veterano treinador está livre no mercado desde agosto de 2020, quando fora demitido do Athletico, após uma série de resultado negativo; recentemente, Dorival Júnior passou por um sério problema de saúde, estando ele agora apto a voltar às atividades.

6. Dunga: O ex-treinador da Seleção Brasileira e Inter segue no mercado e em busca de um time para comandar; o mesmo está sem exercer sua função desde 2016, quando fora demitido após fraca campanha da Seleção Brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

7. Antônio Oliveira: O treinador português, que fez um bom início de temporada no comando do Athletico, chamou a atenção do São Paulo nos últimos meses. Entretanto, segue desempregado, e pediu desligamento do Furacão após ser eliminado no Campeonato Paranaense.

8. Rogerio Ceni: Campeão brasileiro, campeão carioca e campeão da Supercopa do Brasil com o Flamengo, o maior ídolo são-paulino vem tendo seu nome especulado após a demissão de Crespo no São Paulo. O técnico foi procurado pelo Grêmio nos últimos dias, mas optou por não aceitar.

9. Lisca: Outro nome bem conhecido de clubes que estão em crise, é o de Lisca. O treinador, que pediu demissão do Vasco da Gama após apenas 8 partidas, está livre no mercado e também teve seu nome especulado após a demissão de Felipão no Grêmio.

10. Roger Machado: Um dos treinadores mais badalados e valorizados por conta de possuir uma ideia de jogo mais plástico, Roger Machado também está desempregado. Entretanto, Roger possui uma regra pessoal, de que não aceita trabalhos em meio de temporada.

Além destes dez que destacamos, existem outros tantos e que chegam a estarem esquecidos, bem como: Marcelo Oliveira, Geninho, Ney Franco, Adilson Batista, Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira, Falcão, Zé Ricardo, Ricardo Gomes, Carpegiani, Celso Roth e Joel Santana.