Um mês para recolocar o Benfica de volta aos "trilhos". Sim, essa foi à mensagem que o técnico Jorge Jesus recebeu em sua volta ao comando técnico dos "Encarnados" após se recuperar da COVID-19.

O comunicado foi dado pessoalmente pelo presidente do clube de Lisboa, que deu um "ultimato" ao técnico aqui em questão; caso esse não consiga mudar o cenário atual do time e esse seguir com resultados negativos, poderá ser demitido no início de março.

A informação é do jornal "Correio da Manhã", que teria conversado com fontes ligadas ao clube e segundo eles Vieira deu 30 dias para o comandante técnico alcançar resultados positivos pelo Benfica.

Jorge Jesus

Desde que esse voltou ao Portugal para comandar o time em questão, esse não conseguiu segurar a equipe na fase preliminar da Champions League e não consegue colocar o mesmo na ponta do campeonato português, onde ocupa apenas a quarta colocação. Já em 2021, pelo campeonato nacional, os "encarnados" possuem apenas uma vitória, quatro empates e uma derrota.

Para deixar a sua situação a frente do Benfica ainda mais complicada, "Mister" ainda coleciona uma derrota pesada para o Braga, que causou a eliminação do time na Taça da Liga de Portugal - a terceira consecutiva desde que voltou a esse.

Com retrospecto bem diferente do alcançado com o Flamengo, onde conquistou praticamente tudo que disputou entre 2019 e 2020, pelo time português Jorge Jesus hoje é "odiado" pelos torcedores, que pedem que a direção o devolva para o clube brasileiro e por onde conquistou o Brasileirão e a Libertadores de 2019 e a Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e o Campeonato Carioca em 2020.