Em meio aos Jogos Olímpicos, Tóquio registrou um novo recorde de casos de COVID-19 nesta quinta-feira - 29 de julho, sendo essa a terceira vez consecutiva que isso ocorre em meio às competições.

A capital japonesa em seu último boletim informativo registrou 3.865 novos casos do Coronavírus. Só nesta quarta-feira (28), 3.177 casos foram apontados, sendo desses, 198 casos relacionados aos Jogos Olímpicos, segundo o Comitê de Organização, uma alta de 23,5%.

Com isso, Tóquio permanece em estado de emergência até o dia 22 de agosto. Tais números ampliam a pressão sobre a organização dos Jogos Olímpicos e o governo local, uma vez que a maioria da população é contra a realização do evento no pior momento da pandemia no país.

No dia de hoje - 29 de julho, a governadora de Tóquio - Yuriko Koike, solicitou aos organizadores para que não sobrecarreguem os hospitais da capital japonesa, onde segunda ela, o sistema de saúde local está sob forte estresse e estimam que novos casos podem chegar a mais de 4,5 mil por dia na cidade em agosto.

No entanto, o primeiro-ministro do Japão - Yoshihide Suga, declarou também nesta quinta-feira que não vê as Olimpíadas contribuindo para o aumento dos casos.

Na mesma linha, o Comitê Olímpico Internacional - COI garantem que os jogos não estão afetando o sistema de saúde japonês, onde nas últimas 24 horas foram registrados mais 24 casos de COVID-19 em pessoas ligadas a competição, subindo o número para 200 infectados.

Restrições em Tóquio por conta da pandemia

A capital japonesa está com fortes restrições no horário de funcionamento de bares e restaurantes, inclusive proibindo a venda de bebidas alcoólicas. Segundo a NHK - rede de televisão local, o estado de emergência será ampliado para mais quatro regiões.