Minha Torcida Logo

Título do Atlético-PR abre vaga a Chapecoense na Copa Sul-Americana 2019

Um ano e pouco após a sua última participação no torneio, o título do “Furacão” da a “Chape” a chance de disputar novamente a competição conquistada em 2016.

Por
Compartilhe

Com a conquista da Copa Sul-Americana pelo Atlético-PR nesta última quarta-feira e com a sua classificação a Libertadores do próximo ano, uma vaga a competição conquistada pelo “Furacão” se abriu através do Campeonato Brasileiro, assim sendo, quem também comemora o título dos paranaenses são os torcedores, jogadores e dirigentes da Chapecoense, que voltará a disputar a competição em 2019, uma vez que encerrou o Brasileirão na 14ª colocação.

Time da Chape comemorando a permanência na Série A, do Brasileirão.Time da Chape comemorando a permanência na Série A, do Brasileirão, neste ano.

Essa será a quarta vez que a “Chape” irá disputar a Copa Sul-Americana em sua história – título esse conquistado de forma “trágica” em 2016, quando do acidente com o avião da Lâmia que conduzia os jogadores a final contra o Atlético Nacional, a Colômbia e acabou tirando a vida de 71 pessoas – entre eles jogadores, dirigentes, convidados, jornalista e a própria tripulação.

Como a Chapecoense não tinha condições logísticas, emocionais e até mesmo plantel para a disputa da final da referida competição, o clube colombiano mostrou solidariedade a parentes, amigos e torcedores das vítimas, solicitando a Conmebol a entrega do título e da taça ao time catarinense e assim foi feito.

Presidente da Chapecoense recebendo das mãos do presidente da Conmebol, a taça de Campeão da Copa Sul-Americana de 2016.Presidente da Chapecoense recebendo das mãos do presidente da Conmebol, a taça de Campeão da Copa Sul-Americana de 2016.

Com sua eliminação em 2017, quando foi goleado pelo Flamengo nas oitavas de final pelo placar de 4 a 0 para o Flamengo, um ano e pouco depois, o título do “Furacão” da a “Chape” a chance de disputar novamente a Sul-Americana, onde com certeza devolverão a torcida a emoção e as lembranças de um grande grupo que mesmo no “céu” conquistou um título inédito para um clube do tamanho do clube catarinense.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais