O Superior Tribunal de Justiça Desportivo, também conhecido por STJD, divulgou nesta última terça-feira um balanço contemplando processos por quebra de protocolos contra a COVID-19 impostos pela Confederação Brasileira de Futebol aos clubes nacionais em 2020.

Dentre os clubes da Série A em 2020, São Paulo e Internacional ficaram no topo desta lista, com 15 processos cada um.

Segundo informações prestadas pela CBF, existe um pré-acordo entre clubes e Procuradoria, onde as multas aos times partiriam de R$ 2,5 mil e em caso de reincidência, esse valor dobraria de forma sucessiva.

Mais de R$ 1 milhão pagos em multas

De acordo com o STJD, foram pagos mais de R$ 1.100.000,00 em multas; valor esse que fora distribuído a instituições pelo país.

"O STJD nas últimas gestões tem cada vez mais atuando no aspecto social em conjunto com instituições de caridade espalhadas por todo o país. A quebra de protocolo foi mais uma forma de ajudar tantas entidades que estão passando por dificuldades durante a pandemia da COVID-19. Que consigamos cada vez mais usar a Justiça Desportiva como mecanismo para ajudar o próximo", revelou Felipe Bevilacqua, vice-presidente administrativo do STJD e responsável pela homologação as transações.

Confira o ranking geral de processos de clubes junto ao STJD:

1º - São Paulo - 15

2º - Internacional - 15

3º - Flamengo - 12

4º - Vasco - 12

5º - Bahia - 11

6º - Fortaleza - 11

7º - Goiás - 11

8º - Santos - 10

9º - Atlético-GO - 10

10º - Ceará - 10

11º - Coritiba - 9

12º - Athletico - 9

13º - Corinthians - 8

14º - Grêmio - 8

15º - Sport - 8

16º - Atlético-MG - 7

17º - RB Bragantino - 7

18º - Palmeiras - 7

19º - Fluminense - 6

20º - Botafogo - 5