Seleção Brasileira com portões fechados em São Paulo pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Sim, o Governo de São Paulo não autorizou a presença dos torcedores na Neo Química Arena pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, no próximo dia 09 de outubro, onde o Brasil irá encarar a Bolívia, na sua estreia da competição.

Em entrevista coletiva, o governador do estado João Doria e demais autoridades da saúde pública vetaram a presença dos torcedores, apesar do pedido feito pela Confederação Brasileira de Futebol - CBF para a venda de ingressos e com isso ter a presença dos torcedores neste jogo.

No entender do governo estadual, ainda não é o momento para permitir a presença dos torcedores nos estádios, conforme destacou José Osmar Medina - Coordenador do Centro de Contingência de Combate ao Coronavírus.

"Neste tipo de evento tem um fluxo de pessoas de diferentes regiões demográficas e muitas atividades paralelas ao redor do estádio. Vamos manter as diretrizes que discutimos com a FPF, CBF e seguir com as partidas sem a presença dos torcedores".

Já, João Dória afirmou que o estado não poder ter pressa na liberação deste tipo de evento.

"Aqui em São Paulo não há pressão política, econômica, partidária, assim como não há no esporte. A missão do governo de São Paulo é preservar a vida de todos: jogadores, técnicos e árbitros", destacou ele.

Mesmo com o veto do governo paulista para a presença dos torcedores na partida da Seleção Brasileira, a CBF segue trabalhando para conseguir em breve a liberação da presença do público nos estádios para o Campeonato Brasileiro, onde será permitida a entrada de no máximo 30% da capacidade das arenas e estádios.

Vale lembrar que a entidade que cuida do futebol no Brasil, recebeu nesta última terça-feira o aval do Ministério da Saúde sobre o tema e nesta quita-feira irá se reunir com os clubes da Série A para planejar sobre essa volta dos torcedores aos jogos.