Na manhã desta sexta-feira, o técnico Tite convocou a seleção brasileira que irá fazer as duas primeiras partidas nas eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar, em 2022, contra Bolívia e Peru, nos dias 27 e 31 de março, respectivamente. Com alguns desfalques, sendo o principal deles o goleiro Alisson, do Liverpool, que se recupera de lesão.

Com ausência de alguns nomes conhecidos, e com novidades, sendo a principal delas os três jogadores do Flamengo (Éverton Ribeiro, Gabriel Barbosa e Bruno Henrique). Além deles, Bruno Guimarães, do Lyon, da França, foi lembrado no time principal.

Confira a lista completa da convocação da seleção brasileira:

GOLEIROS

Éderson (Manchester City)
Ivan (Ponte Preta)
Weverton (Palmeiras)

LATERAIS

Danilo (Juventus)
Alex Sandro (Juventus)
Daniel Alves (São Paulo)
Renan Lodi (Atletico de Madrid)

ZAGUEIROS

Felipe (Atletico de Madrid)
Marquinhos (PSG)
Thiago Silva (PSG)
Éder Militão (Real Madrid)

MEIAS

Arthur (Barcelona)
Casemiro (Real Madrid)
Fabinho (Liverpool)
Everton Ribeiro (Flamengo)
Bruno Guimarães (Lyon)
Philippe Coutinho (Bayern de Munique)

ATACANTES

Gabriel Jesus (Manchester City)
Richarlison (Everton)
Roberto Firmino (Liverpool)
Neymar (PSG)
Éverton (Grêmio)
Gabriel Barbosa (Flamengo)
Bruno Henrique (Flamengo)

Na entrevista coletiva após as convocações, o técnico Tite respondeu sobre alguns questionamentos. Confira os principais pontos:

Sobre Daniel Alves:

"Vamos falar um pouquinho da posição e da função do atleta. Ele é um articulador dentro do São Paulo, no último jogo até alinhado com o Tche Tche, numa função mais atrasada, fazendo essa coordenação, articulação. No Brasil ele joga assim, mas na lateral. Ele tem esse DNA. Acredito que não deva ter dificuldade de adaptação de uma para a outra."

Sobre Neymar:

"Pego do Neymar e amplio: tomara que todos os atletas de alto nível - e não falo isso de forma demagógica - estejam em seu melhor nível e que eu tenha de responder 300 perguntas sobre por que um e não o outro. Quero que eu esteja em saia justa toda hora, que todos tenham o sarrafo alto, inclusive o Neymar."