Após alguns dias de pressão, a seleção brasileira sub-23 está garantida nas Olimpíadas de Tóquio. Depois de dois empates nas primeiras partidas do quadrangular final do torneio pré-olímpico, a equipe comandada pelo técnico André Jardine precisava exclusivamente da vitória para se garantir no torneio. Com grande atuação do setor ofensivo do time, o Brasil venceu a Argentina pelo placar de 3x0, e além de se garantir nas Olimpíadas, tirou a invencibilidade dos "hermanos".

O Brasil foi escalado com: Ivan; Guga, Bruno Fuchs, Ricardo Graça e Caio Henrique; Matheus Henrique, Bruno Guimarães e Reinier; Pedrinho, Paulinho e Matheus Cunha.

A Argentina foi a campo com a seguinte escalação: Cambeses; De la Fuente, Pérez, Medina e Bravo; Belmonte, Vera e Mac Allister; Àlvarez, Bustos e Zaracho.

O JOGO

O primeiro tempo foi praticamente perfeito para a seleção brasileira. Muito mais interessada no resultado, a equipe comandada por André Jardine, o time foi muito incisivo, e rápido na troca de passes na parte final do campo. Logo aos 12 minutos, a primeira amostra de resultado chegou com Paulinho, que recebeu grande passe de Pedrinho e finalizou no canto para abrir o placar. Sem muito interesse na partida, o time argentino apenas fazia o tempo passar, e pouco ameaçou o gol de Ivan. Aos 29 minutos, o Brasil chegou ao segundo gol com Matheus Cunha, que aproveitou erro da defesa, driblou o goleiro e após Pérez tirar a bola em cima da linha no primeiro lance, o próprio apenas empurrou para as redes.

Paulinho abriu o placar com 12 minutos diante da Argentina. (Foto:Divulgação)
Paulinho abriu o placar com 12 minutos diante da Argentina. (Foto:Divulgação)

Na segunda etapa, o Brasil não se acomodou e manteve o bom ritmo de jogo. Antes que a Argentina esboçasse uma reação, o terceiro gol brasileiro chegou, novamente com Matheus Cunha, que recebeu dentro da área e chutou cruzado, sem chances para o goleiro. Depois do terceiro gol, o ritmo da partida caiu consideravelmente, e os times apenas esperavam o tempo passar para decretar a vitória brasileira, e a classificação para as Olímpíadas de Tóquio.

Matheus Cunha deu números finais ao jogo no segundo tempo. (Foto:Divulgação)
Matheus Cunha deu números finais ao jogo no segundo tempo. (Foto:Divulgação)

Com o resultado, Brasil e Argentina serão os representantes sul-americanos nas Olímpiadas. Além deles, Japão (anfitrião), França, Alemanha, Espanha, Romênia (representando a Europa), Nova Zelândia (da Oceania), Egito, Costa do Marim e África do Sul (representando a África), Arábia Saudita, Coreia do Sul e Austrália (representando a Ásia). Faltam apenas duas vagas para completar os 16 países participantes, que virão do Pré-Olímpico da Concacaf, no fim de março.