Medo ou patrocinadores? Qual seria o motivo para a Seleção Brasileiro voltar a mudar de ideia e fazer partidas amistosas longe do Brasil? É isso mesmo, depois de ver estádios com poucos torcedores longe da nossa "terra", Tite tinha decidido que o Brasil voltaria a atuar em solo brasileiro nas partidas amistosas antes a Copa América, porém, essa ideia parece ter mudado novamente.

De acordo com as últimas informações, compromissos comerciais poderiam ter falado mais alto novamente. Depois dos confrontos diante da Bolívia e contra o Peru - em solo brasileiro, a seleção comandada por Tite partirá rumo aos EUA para se preparar para outra Copa América - que será disputada por nossa seleção na Colômbia.

Tite - treinador da Seleção Brasileira.
Tite - treinador da Seleção Brasileira.

Tendo a terra do "Tio Sam" como vitrine para a seleção, em 2019 o Brasil completou 24 partidas disputadas nos Estados Unidos desde 2001 e se confirmar os dois próximos amistosos em terras norte-americanas, completará 26 jogos - igualando o mesmo número do final dos anos 2000.

Com a disputa da Copa América na Colômbia, a comissão técnica entende que a logística de atuar nos EUA é melhor - devido a deslocamentos e com o clima similar nesta época do ano (junho).

Vale ressaltar que a Seleção Brasileira fará sua estreia na próxima edição da Copa América diante da Venezuela - no dia 14 de junho - disposta no "Grupo B", o Brasil ainda irá encarar a Colômbia, Equador, Peru e Catar. No "Grupo A" estarão a Argentina (outro país sede da Copa América de 2020), Uruguai, Chile, Paraguai e Austrália.