Depois de anunciar a treinadora sueca bicampeã olímpica para o lugar de treinador da seleção feminina de futebol, no lugar de Vadão demitido no início da última semana, a Confederação Brasileira de Futebol comunicou nesta segunda-feira que a apresentação de Pia Sundhage será amanhã, às 15h na sede da federação, no Rio de Janeiro.

Pia será recebida pelo presidente da CBF - Rogério Caboclo e posteriormente concederá entrevista coletiva para os presentes. A bicampeã olímpica com a seleção feminina de futebol dos EUA terá pela frente o compromisso de preparar a seleção brasileira para a Olimpíada de Tóquio, em 2020. No entanto, a principal meta da treinadora será a reformulação da nossa seleção feminina de futebol.

Em um vídeo publicado pela Confederação Brasileira de Futebol, através da CBF TV, Pia declarou o seguinte após ser confirmada para o lugar que antes era ocupado por Vadão:

"Estou motivada para treinar no país do futebol. Para alcançar o melhor desempenho, juntos. Vamos, Brasil".

A aproximação entre a federação e a treinadora ocorreu durante o primeiro semestre deste ano, quando Pia esteve no Brasil a convite da CBF para um seminário sobre a modalidade em questão. Ela na ocasião respondeu a alguns questionamentos sobre a seleção e abriu as portas para "um dia" vir a comandar a mesma - algo que acabou ocorrendo bem antes que muitos esperavam e a partir de agora, conforme já declaramos acima, terá ela a missão de renovar a nossa seleção brasileira e levá-la as Olimpíadas de Tóquio, em 2020, já preparada.