Bolívia e Brasil não saem do 0 a 0

Jogo válido pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo não presenteou a torcida com gols.

Por
Compartilhe

O Brasil foi jogar em La Paz com a cabeça já na Copa do Mundo, mas se deparou um adversário mais eficiente - a altitude. Além disso, a Seleção não contava com uma muralha chamada Lampe, o goleiro boliviano foi o nome da partida, salvando a sua seleção de ser goleada pelo Brasil. Lampe fez no mínimo sete intervenções complicadas e com isso recebeu os elogios dos brasileiros após o final da partida. 

Leia também:

Lampe, goleiro da Bolívia, fazendo uma de suas defesas contra o Brasil.Lampe, goleiro da Bolívia, fazendo uma de suas defesas contra o Brasil.

Tite foi o primeiro a ir em direção de Lampe para cumprimentá-lo; outro que fez questão de falar com o goleiro foi o atacante Neymar, que trocou camisetas com o herói da partida ao final do jogo.

Em sua entrevista coletiva, Tite destacou a partida excelente feita pelo goleiro adversário:

“Mérito ao Lampe, vamos ser justos. Teve momento no segundo tempo que virei para arquibancada e aplaudi, mesmo estando muito bravo. Fiz questão de falar com o Lampe depois da partida. Jogar aqui em La Paz já é complicado, jogar contra a qualidade da Bolívia é muito difícil. Estrategicamente fico feliz porque minha equipe alternou posse de bola e foi vertical no último terço. Teve jogos que produzimos muito menos do que hoje. Agradeço a todos pela logística, por todos que nos ajudaram a sentir menos a altitude e pudéssemos ter desempenho. Estou feliz pelo desempenho, mas chateado pelo resultado”, finalizou Tite.

Neymar, incrédulo com as defesas de Lampe.Neymar, incrédulo com as defesas de Lampe.

Tite tem toda razão quando se diz feliz pelo desempenho da Seleção Brasileira – seus jogadores correram muito durante os 90 minutos, às vezes dando a impressão que o jogo não era nas “alturas” e sim “no nível do mar”. Neymar foi um dos que mais correu, foi um dos que mais se esforçou em campo para tentar tirar o placar do zero.

Para a última rodada das eliminatórias, Tite terá um desfalque contra o Chile, no dia 10 de outubro, na Arena Palmeiras-SP, o zagueiro Thiago Silva, companheiro de Marquinhos, Daniel Alves e Neymar no PSG, sentiu um fisgada na coxa direita ainda no primeiro tempo contra a Bolívia e muito provavelmente não estará à disposição do treinador para o próximo confronto. Thiago Silva será avaliado em São Paulo, assim que a delegação chegar ao Brasil, nesta sexta-feira.

Já neste sábado, os jogadores voltam a treinar no CT do São Paulo, às 16 horas e folgam no domingo. O último compromisso da Seleção Brasileira será no dia 10 de outubro, contra a Seleção do Chile, na Arena Palmeiras; o jogo está marcado para às 21h45.

Comentários