Sem os comandantes da CBF presentes na Granja Comary, Tite deverá sair em defesa a Neymar

Tite terá que responder sobre o caso e não deverá se abster destas perguntas. Com o presidente da CBF – Rogério Caboclo em viagem a França e com Edu Gaspar não aparecendo para entrevistas desde que a seleção se juntou para a sua preparação, Tite terá que ser o “porta-voz” em defesa do atacante.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Com a direção da Confederação Brasileira de Futebol fora do país, Tite - treinador da Seleção Brasileira se torna "voz oficial" no caso Neymar, onde o atacante é acusado de estupro a uma mulher de 26 anos em París.

Nesta segunda-feira a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática abrirá inquérito para averiguar suposto crime virtual do camisa 10 da seleção brasileira - por expor fotos íntimas da mulher que o acusa de ter cometido estupro. Ainda no dia de hoje, às 11h15, Tite dará a sua primeira entrevista coletiva desde que a seleção se juntou na Granja Comary para a preparação a Copa América.

Neymar deverá estar entre os 11 que iniciam o amistoso diante do Catar na próxima quarta-feira.
Neymar deverá estar entre os 11 que iniciam o amistoso diante do Catar na próxima quarta-feira.

Ao que tudo indica, Tite terá que responder sobre o caso e não deverá se abster destas perguntas. Com o presidente da CBF - Rogério Caboclo em viagem a França e com Edu Gaspar não aparecendo para entrevistas desde que a seleção se juntou para a sua preparação, Tite terá que ser o "porta-voz" em defesa do atacante.

Em relação à acusação de estupro, o atacante através de um vídeo postado em suas redes sociais se defende da mesma; mesmo assim, isso não servirá muito para melhorar a sua imagem dentro da seleção brasileira, visto os últimos acontecimentos, como por exemplo, no caso do soco a um torcedor antes da apresentação para a Copa América - na final da Copa da França, sendo que esse caso de estupro é bem mais grave o que definitivamente deixa um problema extracampo muito grande para Tite ter que resolver "praticamente" sozinho.

Lembrando sempre que o treinador da seleção brasileira já tirou de Neymar a braçadeira de capitão, passando a mesma para Daniel Alves, mas isso não o impede de escalar o atacante entre os titulares e é o que promete fazer diante da seleção do Catar, nesta próxima quarta-feira, às 21h30, em Brasília, no último amistoso antes da competição que será disputada em nosso país.

A Seleção Brasileira diante do Catar deverá ser escalada da seguinte maneira: Ederson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Felipe Luís; Casemiro, Arthur e Coutinho; Neymar, Richarlison e Gabriel Jesus. Ainda nesta segunda-feira deverão se juntar a seleção, Alisson, Firmino (finalistas da Champions League) e Cássio, que foi liberado pela CBF para defender o Corinthians na última rodada do Campeonato Brasileiro.

Mais sobre: selecao neymar estupro
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal