Pacote principal não atinge meta e Globo adquiri plano secundário oferecido pela CBF

CBF não consegue comercializar pacote principal de transmissão para os jogos da Seleção Brasileira e Globo leva plano B.

Por
Compartilhe

Através de uma nota oficial, a Confederação Brasileira de Futebol divulgou o resultado do processo de concorrência para a venda dos direitos de transmissão dos jogos da Seleção Brasileira até a Copa do Mundo de 2022. Sem conseguir uma proposta que atendesse às regras do edital para comercialização do pacote principal para transmissão exclusiva em TV e em plataformas digitais.

CBF - Planos para transmissão dos jogos da Seleção Brasileira.CBF - Planos para transmissão dos jogos da Seleção Brasileira.

Com isso, a CBF comunicou que irá avaliar as demais opções para a comercialização do conteúdo integrante do principal pacote, podendo até mesmo abrir um novo edital de concorrência em breve. Entretanto, o pacote secundário que envolve - entre outras coisas - a transmissão em plataformas digitais foi adquirido pela “Rede Globo”, que superou todas as expectativas o valor mínimo estipulado – US$ 500 mil por partida.

Em nota oficial, via assessoria de imprensa, o presidente Marco Polo del Nero informou que:

“Estamos felizes em anunciar este valioso acordo com a Rede Globo acerca dos direitos digitais, não exclusivos, das partidas da Seleção. Sem dúvida alguma, o Grupo Globo conta com uma grande audiência nestas mídias e assim assegurará máxima exposição à Seleção. Estamos satisfeitos e orgulhosos em ter assumido o pioneirismo e concluído todo este exemplar e transparente processo de concorrência”, diz a nota.

Com o maior pacote empacado, a CBF colocou em concorrência os direitos de 36 partidas, sendo 28 amistosos e 9 pelas eliminatórias. Com um valor mínimo de US$ 3,5 milhões por partida transmitida, o pacote principal é o que contêm transmissão de TV aberta, fechada, pay-per-view, sendo exclusivos para o distribuidor de conteúdo vencedor ou seus consorciados.

Comentários