Direção da CBF procura Tite para renovação de contrato até 2022

Desde 2016 a frente da Seleção do Brasil, Tite vem impressionando os cartolas da entidade, que estão impressionados com seus serviços.

Por
Compartilhe

Mesmo que Tite não consiga trazer para o Brasil o “Hexa Campeonato do Mundo de Seleções”, a Confederação Brasileira de Futebol – CBF, já está conversando com o treinador da seleção brasileira para renovação de contrato por mais quatro anos. Dando provas do início do amadurecimento do futebol brasileiro e do trabalho realizado pelo treinador como um todo.

Tite - treinador do Brasil.Tite - treinador do Brasil.

Com um novo contrato, Tite e toda sua comissão técnica garantiriam permanência à frente da seleção até a próxima Copa, que será disputada no Catar, em 2022. Porém Tite que admitiu gostar da ideia, aceita conversar somente após o Mundial da Rússia, visto que agora está totalmente focado em realizar um bom trabalho em conjunto com seus jogadores.

No final de 2017, o representante do técnico da seleção brasileira – Gilmar Veloz já havia sido procurado pelos dirigentes da CBF para conversarem a respeito da permanência do treinador. Rogério Caboclo – presidente da entidade máxima do futebol brasileiro é quem está cuidando pessoalmente do assunto.

Procurado para falar a respeito do assunto, o empresário Gilmar Veloz declarou ao “globoesporte.com” que Tite irá conversar a respeito, mas depois do Mundial da Rússia.

“Quando fomos procurados pela primeira vez, o Tite estava focado nas Eliminatórias; depois disso, ele entendeu que estava muito em cima da convocação final. Entre a direção da CBF e Tite sempre houve um respeito mutuo e uma ótima relação por parte do treinador com quem comanda a entidade. Eles sempre falaram da renovação independentemente dos resultados. Isso está claro para ambas as partes”, disse Veloz.

A direção da CBF entende que Tite atualmente é o melhor profissional para seguir no projeto de renovação do futebol brasileiro, lembrando que muito em breve, a seleção principal do Brasil deverá contar com nomes como o de Vinicius Junior, Paulinho e Lucas Paquetá.

Desde 2016 a frente da Seleção do Brasil, Tite vem impressionando os cartolas da entidade nesses dois anos no cargo, que assim como ele próprio, desejam sua permanência por mais tempo.

Mais sobre: tite brasil cbf
Comentários