Brasil e Portugal podem realizar um amistoso as vésperas da Copa do Mundo

Portugal gostaria de jogar no dia 02 de junho contra o Brasil em um amistoso - Tite não aceita a menos que Portugual concorde em jogar no dia 03 ou 10 de junho.

Por
Compartilhe

Além dos amistosos diante da Rússia e Alemanha, no próximo mês, a Seleção Brasileira através de seu treinador Tite, negocia um amistoso contra Portugal para as vésperas da Copa do Mundo, mas por 24 horas, esse grande confronto pode ser que não seja realizado.

Entenda:

Brasil e Portugal negociam um amistoso para o início de junho, mas por 24 horas, o duelo entre Neymar e Cristiano Ronaldo pode ser que não saia. Portugal deseja jogar no dia 02 de junho, já a seleção de Tite gostaria de entrar em campo no dia 03 de junho. Com uma meta de estabelecer ciclos de sete dias de treinos entre um amistoso e outro, Tite não abre mão desta data e gostaria de manter sua ideia de realizar partidas nos domingo anteriores: 27 de maio, 2 e 10 de junho.

Tite não aceita jogar um amistoso contra Portugal no dia 02 de junho - treinador tem planejamento de treinos para a Seleção.Tite não aceita jogar um amistoso contra Portugal no dia 02 de junho - treinador tem planejamento de treinos para a Seleção.

Em entrevista ao site globoesporte.com, o técnico da Seleção Brasileira disse não a Portugal por questão de 24 horas.

“Portugal gostaria de jogar contra nós no dia 02 de junho, mas eu disse não. Temos que nos prepara para a Copa do Mundo. Com sete dias de treinos eu consigo ter atividades mais fortes, intensas, baixas e específicas. Tem que ser nos dias 03 e 10 de junho, até porque estreamos no dia 17 do mesmo mês, para darmos esses ciclos de trabalho onde poderemos distribuir melhor a carga”, declarou Tite.

Mesmo com a vontade de Tite, o número de três amistosos ainda não está definido e o técnico do Brasil ainda poderá vir a mudar de opinião caso os médicos, preparadores físicos e fisiologistas alertem quanto ao perigo de comprometer a melhor condição dos atletas convocados para o Mundial.

Comentários