De acordo com informações do repórter - Jorge Nicola, o contrato de patrocínio entre São Paulo e Banco Inter está seriamente ameaçado por causa da pandemia que ataca o Brasil e o mundo inteiro.

Com o vínculo encerrando em abril deste ano e com a paralisação dos campeonatos pelo país a fora, as partes não voltaram a conversar sobre uma possível renovação e até o momento não existe acordo para que a parceira entre os dois possam continuar a partir de então.

De acordo com Nicola, pessoas de dentro do próprio "Tricolor Paulista" afirmam que as últimas reuniões entre o clube e o banco foram bem ruins.

"As negociações estavam adiantadas no fim de 2019, mas travaram", revela uma dessas pessoas. "Na última reunião, ficamos com a impressão de que o banco está resistindo em relação à ideia de renovar", acrescentou a outra fonte são-paulina.

Raí, Daniel Alves e Kaká.
Raí, Daniel Alves e Kaká.

Atualmente o São Paulo recebe R$ 17 milhões anuais de patrocínio por parte do Banco Inter - sendo inclusive um dos melhores do país entre todos os grandes clubes. Neste acordo que encerra em abril, o Tricolor recebe R$ 14 milhões fixos e mais R$ 3 milhões em bônus - atrelados a números de contas abertas no banco e sobre a movimentação dos correntistas.

Otimistas com relação à renovação do contrato iniciado em 2017, hoje os dirigentes do São Paulo estariam apreensivos com relação a um possível acerto. Vale lembrar que o Banco Inter saltou de 200 mil correntistas para mais de 1 milhão no mesmo período em que patrocinou o Tricolor até aqui.

A paralisação atual dos torneios por causa do coronavírus poderá ser mais um complicador nas tratativas com o banco, uma vez que ninguém pode hoje afirmar quanto tempo irá levar para a bola voltar a rolar pelos gramados do Brasil.