Após mais uma derrota, torcedores do São Paulo protestam em frente ao CT da Barra Funda

O alvo de cerca de 100 torcedores que tiveram que ser contidos pela Polícia Militar, foi mais uma vez o presidente do Tricolor Paulista - Leco foi hostilizado pelos torcedores, que pediam a sua saída do clube.

Por Minha Torcida
Compartilhe

A vida do “Tricolor Paulista” neste início de temporada não está muito boa ou pelo menos como a torcida esperava que fosse. Após a eliminação precoce na Libertadores da América, na fase preliminar, os torcedores do São Paulo esperavam um time mais aguerrido diante do Corinthians no clássico “Majestoso” realizado neste último final de semana, em Itaquera, pelo Campeonato Paulista.

Protesto dos torcedores do São Paulo em frente ao CT do clube  - imagem: Leandro Canônico.Protesto dos torcedores do São Paulo em frente ao CT do clube - imagem: Leandro Canônico.

Porém, não foi isso que seus torcedores viram; ainda mais que o Tricolor Paulista contava com um treinador interino, após a demissão de André Jardine. Com mais uma partida que não foi a que os torcedores esperavam em menos de uma semana, cerca de 100 destes protestaram na porta do CT da Barra Funda depois da derrota para um de seus maiores rivais – o Corinthians, pelo placar de 2 a 1, pelo Campeonato Paulista.

Neste protesto o grande alvo da torcida que teve que ser contida pela Polícia Militar com bombas de efeito moral, foi mais uma vez o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva – mais conhecido por Leco. Vale lembrar que Leco já havia sido o grande alvo da torcida no Morumbi na última quarta-feira após o empate em 0 a 0 diante do Talleres – empate esse que culminou na eliminação do São Paulo da maior competição sul-americana.

Polícia Militar teve que interferir no protesto com bombas de efeito moral.Polícia Militar teve que interferir no protesto com bombas de efeito moral.

Avisado, o ônibus da delegação do “Tricolor Paulista” acabou não retornando ao CT da Barra Funda e acabou se dirigindo para outra parte da cidade. Entretanto, muitos dos jogadores do São Paulo acabaram deixando a Arena do Corinthians em seus próprios veículos.

Vagner Mancini que dirigirá o São Paulo de forma interina até o novo treinador do clube assumir o seu posto – Cuca foi confirmado na última semana como novo técnico do Tricolor Paulista, porém levará mais algumas semanas para voltar a ativa, uma vez que realizou uma cirurgia do coração a poucos meses – apontou o seu time com a estima muito baixa, por isso da queda de rendimento.

Vagner Mancini - treinador interino do São Paulo.Vagner Mancini - treinador interino do São Paulo.

Em sua entrevista coletiva após o final do clássico, Mancini deu a seguinte declaração:

“É complicado falar nessa hora. Complicado falar de técnica quando não há um equilíbrio emocional. O atleta não rende o máximo se tiver problemas mentais e o São Paulo está com a autoestima baixa em campo. Enxergo o “Tricolor” muito abaixo do que pode render. Muito abaixo. Esse sentimento nos deixa chateado, mas temos que buscar a reação rapidamente. Se não enxergarmos dessa forma, tudo ficará muito pior. Teremos dois jogos com semana inteira de treinos e acho importante dar ao jogador a confiança de um bom trabalho”, declarou o treinado interino.

Após mais uma derrota do São Paulo e mais protestos por parte de seus torcedores, a direção do Tricolor Paulista irá nesta segunda-feira apresentar Cuca de forma oficial como o mais novo comandante técnico do time. Porém, o mesmo ainda não está liberado pelos “cardiologistas” para voltar a exercer suas funções, ficando assim de fora por mais algumas semanas, como já declaramos nesta matéria.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal