Minha Torcida Logo

Por que o São Paulo não consegue se encontrar em 2019?

Recentes vexames, aliados a uma diretoria que acumula desconfianças faz do São Paulo um verdadeiro caos. Listamos alguns motivos que evidenciam o terror tricolor.

Por
Compartilhe

O ano de 2019 não começou nada bem para o São Paulo. Mais do que a eliminação na fase de pré-libertadores para o Talleres, que é considerado o maior vexame da história do clube, a situação em que vive o tricolor do Morumbi é uma bola de neve, que está tendo consequências catastróficas internamente, e dentro do campo.

Com a demissão de André Jardine e a contratação do técnico Cuca, o clube paulista tenta se reformular nesta temporada, mas o que era para ser um ano promissor, com contratações de peso e um elenco caro, agora se transforma em um caos. Porém, é quase incompreensível entender os motivos de um clube com tanta tradição, estar passando por tal momento. Nós, do site Minha Torcida, fizemos um raio-x sobre a situação do clube paulista:

CRISE INTERNA

Não é nenhuma novidade o fato de que a administração do São Paulo é um exemplo de como afundar uma instituição. Nesta década, foram raros os momentos de tranquilidade política dentro do clube, e por mais que algumas boas campanhas em competições nacionais ou o título da Copa Sul-Americana de 2012 mascarem os problemas, constantes conflitos de poder de interesse particular, fizeram com que a instituição ficasse em segundo plano, arruinando a imagens de alguns ídolos históricos do clube, como Rogério Ceni, e agora Raí

FRACO DESEMPENHO EM CAMPO

O tricolor paulista definitivamente não está tendo sucesso em campo nas últimas tenmporadas. Desde o título da Copa Sul-Americana em 2012, o clube paulista apenas empilha decepções, sendo ameçado de rebaixamento em algumas temporadas,e em outras, não conseguir se classificar para competições continentais, como em 2016, por exemplo. Além disso, contratações de grife não dão resultados, como Diego Souza e Jucilei, que vieram com status de craque e até agora, não mostraram seu valor.

Contratações de peso foram efetuadas nesta temporada para o São Paulo.Contratações de peso foram efetuadas nesta temporada para o São Paulo.

FALTA DE COMANDO

Além da diretoria, a fraca capacidade de conseguir manter a tranquilidade no São Paulo se deve os recentes treinadores. Desde o colombiano Osório, em 2015, foram 12 trocas no comando do time principal, cujo nenhum deles conseguiu exercer grande autoridade na instituição. Na tentativa de acalmar os ânimos, nomes de peso foram trazidos, como o argentino Edgardo Bauza, Osório, Diego Aguirre e agora Cuca, mas até agora, o cargo de treinador do São Paulo mais parece um dança das cadeiras do que propriamente um cargo no futebol.

CARÊNCIA DE ÍDOLOS ATUAIS

Para não tornar caótica a situação financeira do clube, a diretoria são-paulina tratou de vender os seus maiores talentos nos últimos anos. David Neres, além de Luís Araújo, colocaram uma boa quantia de dinheiro nos cofres do clube. Mas isso tem seu preço. Com a falta de ídolos atuais, alguns jogadores que têm velha relação de amor com a torcida, como o meia Hernanes, por exemplo, estão carregando a imensa responsabilidade de ser a referência dentro de campo e fora dele, em um clube que está com os nervos à flor da pele.

Não se sabe até quando esse caos irá permanecer no São Paulo, mas a única coisa que se sabe é que, pelo menos por enquanto, a decepção é a palavra mais usada no dicionário do tricolor paulista.

Mais sobre: sao-paulo libertadores
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários