Mais uma vez? Sim, o Santos segue o exemplo do Cruzeiro, mas em melhor posição no cenário brasileiro, só que assim como o clube celeste, o "Peixe" mais uma vez sofre com nova sanção da FIFA, que o impede mais uma vez de registrar jogadores nas próximas três janelas de transferências por conta de uma dívida de US$ 3,4 milhões com o Huachipato, na aquisição de Soteldo.

O clube santista segundo as últimas informações, ainda não fora notificado da decisão. Vale lembrar que essa é a segunda sanção imposta pela FIFA ao clube brasileiro aqui em destaque. A primeira e ainda válida, foi por conta de uma dívida do zagueiro Cleber Reis, do Hamburgo. Essa dívida segundo a própria entidade máxima do futebol já está na casa dos R$ 30 milhões.

Assim sendo, para o Santos poder contratar e registrar novos atletas, precisará antes de qualquer coisa quitar essas dívidas acima citadas: Hamburgo e Huachipato.

Através de uma nota oficial, o Santos se posicionou a respeito dessas restrições, onde o clube nesta manhã de quinta-feira publicou o seguinte:

"O Santos Futebol Clube esclarece que a punição imposta pela FIFA, referente à negociação com o Hamburgo e com o Huachipato, será retirada imediatamente após a quitação das dívidas com os respectivos clubes. A suspensão de três janelas, portanto, impede o Santos de atuar no mercado somente enquanto existirem estas respectivas pendências. O clube lamenta e registra que trabalha arduamente em busca das devidas soluções", diz parte da nota publicada.