Todos nós sabemos que o Santos Futebol Clube é um "celeiro" de bons atacantes, no entanto, a história do "Peixe" não seria tão espetacular se não fossem seus goleiros e neste quesito o torcedor santista pode ficar tranquilo e se orgulhar. Os torcedores do clube da Vila Belmiro tiveram o privilégio de ver alguns gigantes vestindo a camisa 1 do time.

Assim sendo, abaixo traremos para vocês os cinco melhores goleiros da história do Santos:

Manga

Agenor Gomes, mais conhecido como Manga - não aquele que você pode ter pensando, mas sim o Manga, do Santos. O arqueiro aqui em questão é o recordista em partidas disputadas pelo clube; foram 401, entre os anos de 1951 a 1960. Pelo "Peixe", Manga conquistou quatro Campeonatos Paulista (1955/56/58 e 60), além da Taça Rio-São Paulo de 1959. Mesmo tendo Pelé em ascensão nesta época, Agenor Gomes foi fundamental para a primeira "era de ouro" do Santos.

Manga - imagem: acervo histórico do futebol
Manga - imagem: acervo histórico do futebol

Gylmar dos Santos Neves

Ele mesmo, o goleiro Bicampeão do Mundo com a Seleção Brasileira também defendeu o "Peixe" e deixou seu nome gravado na história deste clube com um dos maiores de sua posição por ali passado. Contratado em 1962 para substituir Manga, Gylmar permaneceu na Vila Belmiro por sete anos, onde disputou 330 partidas, sendo dele, a camisa número 1 da maquina santista dos anos 60. Pelo clube conquistou cinco Campeonatos Brasileiros, duas Libertadores e duas Taças Intercontinentais.

Cejas

Sim, o "Peixe" teve goleiro estrangeiro marcando história. Agustín Cejas - de nacionalidade argentina, o guarda-metas defendeu o clube ao longo de quatro anos, entre 1970 a 1974, tendo alcançado mais de 250 partidas com a camisa 1 do alvinegro. Pelo Santos conquistou o Paulistão de 1973, como um dos destaques daquele time. Neste mesmo ano ainda foi escolhido como o melhor goleiro da temporada pela revista Placar - com o prêmio Bola de Ouro.

imagem: Facebook
Cejas - imagem: internet

Rodolfo Rodriguez

Outro gringo que deixou seu nome na história do Santos. Dono indiscutível da meta santista entre os anos de 1984 a 1988, o goleiro uruguaio defendeu o "Peixe" em 255 partidas. No clube conquistou o Paulistão de 1984, sendo o grande nome desta competição ao lado de Serginho Chulapa. A grande defesa diante do América-SP é até hoje lembrada pelos torcedores santistas como uma das mais espetaculares de todos os tempos no futebol brasileiro.

Fabio Costa

Mesmo nunca tendo sido uma unanimidade entre os torcedores, Fábio entra nesta "seleção" por sua importância na conquista do título brasileiro de 2002. Com quase 350 partidas com a camisa do Santos ao longo de sua carreira (com duas passagens pelo clube), ele é o segundo goleiro com mais jogos na história do "Peixe", além claro, de ter conquistado três títulos na Vila Belmiro, entre eles o Brasileirão de 2002, onde foi peça fundamental do time daquele ano.

Fabio Costa - imagem: site do Santos
Fabio Costa - imagem: site do Santos

Menção histórica

Além desses que trouxemos acima como os "cinco" destaques da meta defendida pelo clube aqui em questão, também podemos citar outros nomes como, por exemplo, Rafael Cabral e Vanderlei. Rafaela chegou a defender o alvinegro por quase 200 jogos, sendo importantíssimo na conquista da Copa Libertadores de 2011, já o segundo, disputou 253 partida com a camisa do "Peixe", conquistando dois Campeonatos Paulistas pelo time da Vila Belmiro - atualmente defende o Grêmio.