A temporada 2020 começou de uma forma bem constrangedora para o Santos. Nesta quarta-feira, data da reapresentação do elenco do "Peixe" para os trabalhos, profissionais que formaram a comissão técnica de Jorge Sampaoli no ano passado foram impedidos de entrar no clube. Eles entendem que ainda estão vinculados ao Santos e, por esse motivo, não poderiam deixar de se reapresentar.

Seguranças do clube não permitiram que os profissionais - acompanhados de dois advogados, acessassem o centro de treinamentos. A situação foi contornada depois de uma autorização por telefone. William Thomas, diretor técnico de futebol do Santos, chegou ao CT, entrou junto com os auxiliares e os levou para a sala do departamento jurídico.

Comissão técnica de Jorge Sampaoli é barrada no portão de entrada do CT Santista.
Comissão técnica de Jorge Sampaoli é barrada no portão de entrada do CT Santista - Imagem: Bruno Giufrida.

Os profissionais em questão foram à Justiça para, a exemplo de Sampaoli, tentar rescisão com o Santos, alegando atrasos no pagamento de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). A Justiça do Trabalho, porém, os manteve vinculados ao clube. Além de Fernández, os assistentes Jorge Desio e Carlos Desio e o preparador físico Marcos Fernandez pediram a rescisão.

Vale ressaltar que o Santos já conta com um novo treinador - trata-se do português Jesualdo Ferreira, que dará início à temporada nesta quarta-feira, após chegar ao Brasil e conhecer o clube. Ele já conta com sua própria comissão técnica, sem os profissionais que trabalharam com Sampaoli.