Para evitar erros dos últimos anos, Santos tem pressa para definir futuro de Sampaoli

As últimas informações dão conta de que o “Peixe” quer acelerar o planejamento para o ano que vem e evitar repetir os mesmos erros de planejamento de 2017 e 2018, quando se comprometeu e demorou para definir o treinador do ano seguinte.

Por Müller
Compartilhe

Ainda sem definir a permanência de seu treinador para a próxima temporada, o Santo tem sim pressa para saber se o técnico Jorge Sampaoli fica ou não no clube em 2020.

As últimas informações vindas da "Vila Belmiro" dão conta de que o "Peixe" quer acelerar o planejamento para o ano que vem e evitar repetir os mesmos erros de planejamento de 2017 e 2018, quando se comprometeu e demorou para definir o treinador do ano seguinte.

Para a temporada 2019, por exemplo, o Santos foi o último clube da Série A a contratar reforços - Soteldo foi o primeiro anunciado e chegou ao clube em janeiro, já durante a pré-temporada.

No primeiro encontro entre Peres e Sampaoli, nada foi resolvido e as partes deixaram a reunião sem falar com a impresna.
No primeiro encontro entre Peres e Sampaoli, nada foi resolvido e as partes deixaram a reunião sem falar com a impresna.

Vale lembrar que nesta última segunda-feira, Sampaoli e o presidente José Carlos Peres tiveram uma reunião no "CT Rei Pelé" para resolverem alguns pontos para a temporada 2020, da qual o treinador exigiu algumas medidas para permanecer à frente da comissão técnica, no entanto, parece que nada foi resolvido. Isso porque o treinador fez exigências ao clube que estão longe do que a diretoria pode oferecer.

O Santos deve definir nos próximos dias se faz uma nova contraproposta a Sampaoli. Enquanto isso, o treinador segue sendo monitorado por outros clubes, como o Palmeiras, que vê em Sampaoli o nome certo para comandar o "Verdão" em 2020. Além do Palmeiras o Racing - da Argentina é outro de olho nas negociações entre o comandante técnico e o "Peixe".

O último técnico há virar um ano no comando do Santos foi Dorival Júnior, de 2016 para 2017. Depois da passagem dele, os ciclos dos treinadores contratados sempre se encerraram antes da temporada seguinte.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal