O técnico Jorge Sampaoli decidirá nesta segunda-feira se fica ou não na "Vila Belmiro" na temporada de 2020. O argentino terá uma reunião com o presidente santista - José Carlos Peres para discutir o projeto do Santos para o ano que vem.

Somente após essa reunião é que ele definirá se irá permanecer no "Peixe" ou não para a próxima temporada. O contrato do técnico argentino com o clube santista encerra no fim do próximo ano, mas poderá ser rompido a qualquer momento, caso uma das partes decida por isso.

Em outras oportunidades, Sampaoli já afirmou que não quer dar nenhum tipo de ilusão ao torcedor do Santos, por esse motivo, caso não veja chances de conseguir um título em 2020, o treinador deverá passar a ouvir propostas pelo seu trabalho - Racing e Palmeiras são os candidatos.

O que fará Sampaoli ficar no Santos
Para dar continuidade ao trabalho no "Peixe", Sampaoli quer garantias de que terá reforços na próxima temporada. Ele precisa que José Carlos Peres dê "carta branca" na contratação de jogadores para repor as saídas do elenco e reforçar o grupo, além disso, o profissional em questão também quer ter uma relação mais estável com a diretoria. Atualmente, o argentino vive um período conturbado com Peres.

Liberdade na montagem da equipe
Neste item, um episódio específico irritou Sampaoli: foi quando o mandatário do Santos afirmou que Cueva deveria ser utilizado para ser valoriza e consequentemente, negociado. A declaração do presidente pegou mal e foi um dos fatores que culminou na saída de Paulo Autuori - então aliado e porta-voz de Sampaoli em uma ligação entre comissão técnica e direção.

O que fará Sampaoli deixar o Santos
Todos sabem que o técnico argentino deseja montar um time competitivo para ganhar títulos em 2020. Mas, antes de Paulo Autuori deixar o clube, o ex-superintendente de futebol afirmou que o Santos viverá um ano complicado financeiramente e precisará utilizar jovens da base em vez de reforços de peso - mesma palavras já utilizada por Peres em várias entrevistas.

Projeto melhor
Neste item, caso o plano apresentado por Peres nesta segunda-feira não agrade o argentino, o clube que apresentar uma proposta mais animadora e competitiva terá grandes chances de contar com o trabalho do treinador no ano que vem.

Atualmente o clube mais cotado para contratar Sampaoli é o Palmeiras, que espera a definição da reunião entre o argentino e o presidente santista. No domingo, após a vitória sobre o Flamengo, Sampaoli em sua coletiva foi questionado se descartava trocar o Santos por um rival, mas desconversou.

"Os ídolos estão pintados na parede. Não tenho capacidade de estar pintado nas paredes do Santos. Trabalhei e lutei, mas tenho que pedir desculpas por ter perdido a linha em alguns jogos. Cada projeto oficial que chega até mim, tenho que analisar. Amanhã, o Santos determinará o projeto que teremos. Aí vou ver meu futuro. Ainda não analisei nenhuma possibilidade", declarou.