Santos: Jair Ventura ganha tempo, mas sua permanência não é garantida

Jair Ventura é um investimento do clube para a temporada – para conseguir contratar o treinador, o Santos pagou ao Botafogo R$ 800 mil de multa.

Por
Compartilhe

A permanência de Jair Ventura a frente do Santos está garantida pelo menos até o próximo domingo, diante do Vitória, às 16 horas, na Vila Belmiro. Pelo menos essa é a última informação que vem do clube santista.

Jair Ventura - técnico do Santos.Jair Ventura - técnico do Santos.

Mesmo tendo um bom prestígio com o presidente do clube – José Carlos Peres, a situação de Ventura a frente do clube não está nada tranquila, uma vez que o time comandado por ele entrou na “zona de rebaixamento”, na última rodada do Brasileirão, ao perder para o Atlético-PR por 2 a 0 nesta última quinta-feira. De acordo com o site “UOL Esporte”, mesmo com vitória sobre a equipe do Vitória no final de semana, a sua permanência a frente da equipe ainda assim será debatida em reunião do Conselho Gestor do clube, no início da próxima semana.

Em viagem, o conselho aguarda o retorno do presidente a Santos – Peres está chefiando a delegação brasileira em Londres. A sua chegada ao Brasil é aguardada para depois do amistoso do Brasil contra a Croácia, no próximo domingo, em Liverpool, na Inglaterra.

Porém, mesmo com o time na zona de rebaixamento, não há um consenso no conselho sobre a troca do comando técnico pelo menos por hora, visto que Jair Ventura é um investimento do clube para a temporada – para conseguir contratar o treinador, o Santos pagou ao Botafogo R$ 800 mil de multa. Assim sendo, para demiti-lo, a decisão primeiramente deverá passar por uma votação do Conselho Gestor.

O time do Santos não vence a cinco partidas, sendo que desta, quatro derrotas e um empate – isso somando Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil. Além da falta de vitórias, o time também não marca um gol se quer a quatro jogos.

Perguntado sobre sua posição em relação ao treinador, o presidente do Santos após o revés diante do “Furacão” declarou que “acredita no trabalho a longo prazo e tem a certeza de que no clube não tem ninguém covarde para pedir demissão”.

Comentários