Santos sonha com Diego e Robinho para 2018

O clube santista sonha em poder contar com uma dupla que fez muito sucesso na Vila nos anos 2002 e 2004.

Por
Compartilhe

A venda astronômica de Neymar para o Paris Saint-Germain poderá render uma boa grana para o Santos e pensando nisso a diretoria do clube paulista já analisa o mercado da bola para a próxima temporada, como reunir Diego e Robinho. O peixe espera receber R$ 50 milhões pela transferência do craque da seleção Brasileira para o clube francês por ser o clube formador do atleta – cláusula imposta pela FIFA; além disso, o Santos cobra uma multa por não realização de um amistoso contra o Barcelona.

Leia também:

Com toda essa grana, a diretoria planeja investir em reforços para a próxima temporada, entre os nomes especulados estão Diego (atualmente no Flamengo) e Robinho (Atlético-MG). A dupla fez sucesso entre 2002-2004 nas campanhas do título do Campeonato Brasileiro.

Robinho e Diego com a massa na comemoração do título brasileiro de 2002Robinho e Diego em ação pelo Santos

Ainda em fase inicial de um projeto e sem nenhuma negociação em andamento, a direção santista gostaria de reeditar a dupla que levou o clube ao bicampeonato Brasileiro em 2002 e 2004, mas se tiver que escolher entre um e outro, a escolha recairá sobre Diego - que possui contrato com o Flamengo até julho de 2019 e não conta com rejeição por boa parte da torcida como Robinho. O jogador do Atlético-MG ainda tem uma dívida em aberto com o clube, algo que poderá inviabilizar uma negociação futura.

A amizade permaneceA amizade permanece

Com Diego, a direção quer guardar uma parte do dinheiro que deve vir da venda de Neymar para pagar a multa em relação aos direitos federativos junto ao Flamengo. Se a ideia for adiante, Diego receberá o mesmo valor que recebe no clube carioca, algo em torno de R$ 650 mil/mês. Este valor também é idêntico ao que o Santos ofereceu à Lucas Lima por uma renovação de contrato de quatro anos, mas até o momento o jogador não deu sua resposta.

Leia também:

Outro ponto forte na aposta em Diego é que o Santos já enfrentou o Rubro-Negro duas vezes nas últimas semanas e em nenhuma destas oportunidades a torcida vaiou o jogador, algo diferente do que ocorre com Robinho.

Seria uma boa reunir os dois jogadores?

Mais sobre: Santos Neymar Robinho
Comentários