Depois de uma segunda-feira bastante agitada, com saída de treinador e estrela do time, o Santos diz que evitará correria para anunciar o novo comandante técnico da equipe principal.

Sem ter um nome de consenso na mesa, membros do Comitê de Gestão apostarão suas fichas num treinador que tenha filosofia ofensiva e que goste de trabalhar com garotos da base, assim como estava ocorrendo com Ariel Holan até seu pedido de demissão, no dia de ontem.

Em uma entrevista rápida, o presidente do Santos - Andres Rueda deu a seguinte declaração sobre o novo treinador do "Peixe"; confira:

"Queremos um treinador que goste de jogar com a base, que jogue para frente, que agregue tecnologia. Vamos fazer o possível para trazer o treinador mais rapidamente. A nossa comissão permanente existe para isso. Suprir essas lacunas entre um técnico e outro".

Sem nomes em pauta

Ainda sem nenhum nome de consenso, como já aqui descrito, os celulares dos dirigentes tocaram com nomes sendo oferecidos, mas nenhuma negociação foi aberta até essa última segunda-feira, uma vez que a direção quer traçar um plano estratégico em comum acordo antes de avançar nesta busca.

Sem Ariel Holan e nenhum novo nome anunciado até agora, o Santos vai para o jogo desta terça-feira com o interino Marcelo Fernandes, que comandará o "Peixe" diante do Boca Juniors pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, à partir das 21h30 (de Brasília), na Bombonera - Argentina.