Ele quer sair! Sim, Soteldo quer ser vendido pelo Santos ao clube canadense que joga na Major League Soccer.

Com uma proposta de US$ 6 milhões - algo em torno de R$ 33,1 milhões para defender o Toronto FC e consequentemente disputar a Major League Soccer - dos Estados Unidos, o venezuelano externou ao site "GE" sua vontade de ser vendido.

"O clube está passando por uma situação econômica muito crítica. A oferta que veio do Toronto FC é muito boa para o clube, que vai ajudar a sanar dívidas e também irá garantir o meu futuro e de minha família. Tenho três filhos. O mundo e o futebol mudaram por conta da pandemia. Enquanto em muitas partes do mundo, incluindo a Europa, dezenas de clubes estão falindo, veio uma oferta da MLS que não posso recusar", declarou o jogador.

Nesta mesma entrevista dada por telefone, Soteldo comentou sobre seu tempo no "Peixe", onde diz que realizou um sonho ao defender o Santos.

"Passei dois anos e meio maravilhosos no Santos. Foi um sonho. Sinto que cresci, valorizo o que vivi e também dei pelo clube. Usar com responsabilidade a 10 do rei Pelé, jogar em um estádio lendário, sentir amor da torcida do Santos. Passamos por belos momentos, como jogar a final da Libertadores, e outros muito difíceis, como passar meses com incertezas para cobrar e acumular dívidas. Mas o amor pelo clube e por esta camisa sempre esteve acima de tudo", finalizou.

Liberações

Porém, para poder seguir seu futuro longe do Santos, Soteldo necessita de uma liberação do "Peixe" e do Huachipato - do Chile, que é dono de 50% dos direito econômicos. Pelo Santos, não deverá ter problemas, uma vez que o clube brasileiro está disposto a abrir mão do atleta para assim sanar suas dívidas com os chilenos, no entanto, é preciso saber se esse quer a mesma coisa. Inicialmente o Huachipato gostaria de um valor maior do que foi oferecido, mas pelo atual momento vivido pelo futebol, quem sabe Soteldo consiga convencer o seu antigo clube a liberar a negociação; aguardemos!