Em meio a negociações com o técnico argentino Ariel Holan, Cuca em sua última coletiva pós-jogo diante do Corinthians, nesta quarta-feira passada, projetou uma possível transição ainda em meio às últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, podendo assim, deixar o "Peixe" antes mesmo do final da temporada 2020.

Ariel Holan

O argentino aqui em destaque é atualmente o mais cotado para substituir Cuca à frente da equipe santista na temporada 2021.

"Quando conversei com o presidente Rueda, falei que iria até o final do meu contrato, a menos que o Santos contratasse um treinador para ganhar tempo. Lógico que isso cria ansiedade muito grande porque a gente quer ajudar o clube. Hoje, me parece que praticamente definiu o treinador. Ou está em fase de definição. Tem gente que já está dando como certo", declarou Cuca, após a vitórias por 1 a 0 sobre o Corinthians, em partida válida ainda pela 33ª rodada do Brasileirão 2020 (atrasada).

De acordo com as últimas informações vindas da Vila Belmiro, Holan - técnico campeão chileno pela Universidad Católica estaria muito próximo de ser anunciado como mais no treinador do "Peixe", tendo inclusive já acertado tempo de contrato e salários; no entanto, está à espera de aprovação do Comitê de Gestão do clube brasileiro.

Se realmente for confirmado no cargo, Holan deverá assumir o time santista nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro; pelo menos é isso que avaliou Cuca:

"Vai ser um tempo que ele ganha porque dia 25 acaba o Brasileirão, no jogo contra o Bahia. No domingo, tem jogo contra o Santo André (Campeonato Paulista), depois Ferroviária e São Paulo. Ele vai ganhar tempo com estas duas rodadas que faltam. Quem sabe seja até um atrativo a mais para os jogadores, para quem estiver mais acomodado para dar aquele salto, aquela motivada para as partidas finais. Ser for assim, estou aí para ajudar".

Cuca

O atual treinador santista tem contrato com o "Peixe" até o final do Brasileirão, aonde chegou a iniciar uma tratativa para permanecer em 2021, porém, não quer passar mais trabalho no time, visto que o Santos hoje passa por um momento delicado, no ponto de vista financeiro, o que inviabiliza uma valorização do seu trabalho.