De acordo com o futuro mandatário do "Peixe", eleito para assumir o cargo a partir do próximo dia 1º de janeiro de 2021, falou em entrevista a "TV Gazeta" que a situação é ruim para o clube e também para o jogador, assim ele quer colocar um ponto final nessa história.

Andrés Rueda - presidente eleito do Santos já havia em outra oportunidade comentado a respeito do assunto, onde esse deixou claro o seu desejo de não continuar com o contrato do jogador de 36 anos - condenado a 9 anos de prisão em segunda instância por estupro na Itália.

Nesta entrevista concedida ao canal televisivo já citado, ao ser questionado sobre o caso, o mesmo afirmou que o "Peixe" pretende colocar um "ponto final" nesta história.

"Ele foi condenado em segunda instância, provavelmente vão apelar para a terceira. Só esse processo leva um ano. É muito desgastante para a marca Santos e para o próprio Robinho. Pretendemos, infelizmente, colocar um ponto final. É muito ruim esse suspense que fica, contrato suspenso, volta ou não volta. Isso é ruim para o Santos, ruim para o jogador, e vamos colocar um ponto definitivo nisso. O Robinho vai continuar sendo sempre nosso ídolo mas acho que é melhor para todo mundo nesse momento tocar a vida", comentou.

Entenda

Robinho e Ricardo Falco - amigo do atacante foram condenados por abusar sexualmente de uma menina albanesa em janeiro de 2013, na boate Sio Café - em Milão, na Itália. Mesmo respondendo a esse processo que já se arrasta por anos, o atacante aqui em destaque fora anunciado como reforço do "Peixe", mas teve o contrato até 28 de fevereiro suspenso. Esse mesmo foi suspenso após a divulgação de conversas interceptadas e sinalização de rescisão dos patrocinadores.