Em meio a um processo eleitoral que escolherá o próximo presidente do clube, ainda neste mês, Cuca - técnico do Santos em sua última coletiva voltou a afirmar que o "Peixe" tem uma dívida com o zagueiro - Lucas Veríssimo, que por duas vezes foi impedido de se transferir para o Benfica - de Portugal, onde o Conselho Fiscal não permitiu a negociação.

Nesta coletiva após o empate com o Palmeiras no último sábado pelo Brasileirão, Cuca declarou que o Santos terá que articular a saída do zagueiro para a Europa assim que a temporada finalizar.

"Ele não está em dívida, de forma nenhuma, com a gente, quem está em dívida com ele somos nós, e quando falo nós, não é a comissão técnica, mas é nós Santos, é dar uma solução para ele, porque a diretoria aprova, o presidente aprova a venda dele, e o Conselho Fiscal não aprova, imagina a cabeça do jogador? Ai vamos jogar contra a LDU e sai no dia do jogo contra a LDU a matéria de que o Conselho Fiscal não aprova, e nós estamos mexendo com o ser humano, que é sensível, emotivo. Aí vem hoje, ontem; sai a matéria de novo que o Conselho não aprovou de novo. Tem que tirar o chapéu pro Lucas. E tem que acabar o ano e o Santos tem que vender o Lucas Veríssimo da melhor forma possível", declarou o treinador.

Lucas Veríssimo e o desejo de se transferir para a Europa

O jogador que conta com uma proposta oficial do Benfica, já deixou bem claro que deseja seguir sua carreira no "Velho Continente", no entanto, mesmo com uma proposta dos "Encarnados" na mesa do presidente santista, o Conselho Fiscal por duas vezes já não aprovou a sequência das negociações, uma vez que eles não acreditam que a oferta seja boa para o Santos, visto que o time português ofereceu 6,5 milhões de euros a serem pagos em até cinco vezes; sendo que a primeira parcela seria paga somente em 2022.

Ainda falando a respeito do assunto, Cuca finalizou a coletiva destacando o seguinte:

"Vamos falar o português correto, sem muita frescura e meia palavra, o Veríssimo teve a quinta ou sexta procura que ele tem nos últimos três, quatro anos, então ele foi vendido para Ucrânia, Rússia, Portugal, Arábia e nunca saiu daqui. É um jogador que tem visto o tempo passar, muitas vezes as promessas de diretorias virem dele ser vendido. E como fica a cabeça do atleta? A gente não pode por culpa, a gente tem que dar valor pelo que ele tem feito de entrega dentro de campo. Isso é uma referência que a gente tem", concluiu.

Jogos pelo Santos

Pelo "Peixe", Veríssimo conta até aqui com 188 jogos com a camisa do Santos, após ter passado pela base do José Bonifácio e Linense - equipes do interior de São Paulo.