Rio de Janeiro abre conversas com a FIFA para sediar o Mundial de Clubes deste ano. Sim, depois de Tóquio desistir do torneio por conta da pandemia da COVID-19, o Secretário da Fazenda e Planejamento do Rio de Janeiro - Pedro Paulo confirmou que a cidade poderá sediar os jogos no final do ano, entrando na disputa com a África do Sul e Catar.

"Nós acreditamos que a volta do público com os protocolos sendo seguidos, como o próprio Secretário de Saúde acompanhou, com responsabilidade, é possível volta de forma ordeira. Não tenho dúvidas de que a estratégia estabelecida pelo Prefeito Eduardo Paes e pela Prefeitura, é de um retorno responsável não só do Maracanã, mas também do Engenhão. E o Rio de Janeiro ficará aberto para novos eventos esportivos", declarou o mesmo em entrevista a BandNews.

Para completar, Pedro Paulo ainda destacou o seguinte:

"Estamos iniciando as conversas com a FIFA para que a final do Mundial de Clubes possa ser no Rio, à medida que Tóquio abriu mão. Estamos nos movimentando junto ao Flamengo e a Administração do Maracanã, a CBF, e também junto à entidade máxima do futebol para que a cidade possa concorrer com as demais para sediar esses jogos.

Temos totais condições, temos o Maracanã e o Engenhão. Temos vários jogos além da final. A cidade se colocará, sim, como postulante a sediar essa final. Temos experiência em sediar grandes eventos, Copa do Mundo, Olimpíadas. A cidade do Rio de Janeiro está absolutamente apta a sediar o Mundial de Clubes da FIFA. Com o Flamengo caminhando para ser um dos times que possam estar nesta decisão, não tenho dúvidas de que seria uma alegria para o Brasil e para os cariocas", finalizou o secretário.

Maracanã com torcedores pela Copa do Brasil

Vale lembrar que nesta última quarta-feira (15), o Rio de Janeiro voltou a receber uma partida de futebol com torcedores presentes nas arquibancadas, onde foram vendidos pouco mais de seis mil ingressos para o duelo entre Flamengo e Grêmio, pela Copa do Brasil.