Buscando sua 2ª taça na temporada de 2020, o Flamengo entrou em campo na noite da última quarta-feira, em Quito, no Equador, para enfrentar o Independiente del Valle, na primeira partida da Recopa Sul-Americana de 2020. Mesmo com o campo difícil e tendo que superar a altitude, o time brasileiro conseguiu um bom resultado, e agora traz o jogo de volta para o Maracanã, para ser campeão da competição.

O Flamengo foi escalado com: Diego Alves; Rafinha, Gustavo Henrique, Rodrigo Caio e Filípe Luis; Willian Arão, Gerson, Diego Éverton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique.

O Independiente del Valle foi a campo com: Pinos, Murillo, Schunke, Segovia e Beder Caicedo; Franco, Faravelli e Pellerano; Jhon Sánchez, Gabriel Torres e Guerrero.

O jogo

1º TEMPO

O estilo de jogo do time de Jorge Jesus não surtiu efeito na primeira etapa. Contra um adversário muito bem postado e com confiança na saída de bola, o rubro-negro enfrentou dificuldades no início do jogo. Mais incisivo e dono das ações, o Del Valle chegou ao seu primeiro gol, com Murillo, em excelente cobrança de falta - Diego Alves foi na bola, mas não conseguiu evitar a bola na rede. Após sofrer o gol, o Flamengo começou a ser mais rápido na troca de passes, e após grande passe de Arrasceta, Bruno Henrique arrancou, driblou o goleiro e marcou. O árbitro assinalou impedimento, e o VAR confirmou a marcação de campo.

Flamengo encontrou muitas dificuldades na primeira etapa. (Foto:Divulgação/Alexandre Vidal)
Flamengo encontrou muitas dificuldades na primeira etapa. (Foto:Divulgação/Alexandre Vidal)

2º TEMPO

Os ajustes feitos pelo técnico Jorge Jesus no intervalo surtiram efeito. Com a entrada de Vitinho no lugar de Diego, o time brasileiro ganhou muito mais verticalidade, e começou a encontrar os espaços para chegar ao gol. Novamente, a combinação entre Arrascaeta e Bruno Henrique deu resultado, e desta vez em condição legal, o camisa 27 apenas deslocou o goleiro e empatou o jogo. No gol, o atacante se chocou com o goleiro, e precisou ser substituído, deixando o campo de maca - e o estádio de ambulância.

Após o empate, o Flamengo ganhou confiança e foi de vez ao ataque. Em lance de grande categoria, Éverton Ribeiro cruzou e Pedro, substituto de Bruno Henrique, marcou o gol da virada. Entretanto, a vantagem brasileira durou pouco, e 3 minutos depois, Rafinha cometeu pênalti em Murillo. Pellerano bateu forte e deu números finais ao jogo.

Pedro marcou o segundo gol do Flamengo no jogo. (Foto:Alexandre Vidal/Divulgação)
Pedro marcou o segundo gol do Flamengo no jogo. (Foto:Alexandre Vidal/Divulgação)

Após o 2 a 2 em Quito, é hora do Rio de Janeiro. O jogo de volta é na quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. Quem vencer, fica com a taça. Não existe gol qualificado fora de casa. Em caso de empate, a decisão vai para a prorrogação. Se a igualdade persistir, o campeão será conhecido nos pênaltis.