Apático, Athletico-PR é derrotado pelo River Plate na Argentina, e amarga vice da Recopa

Com dois gols nos acréscimos, time argentino domina o jogo, controla as ações e com a goleada de 3x0, leva o título da Recopa Sul-Americana. É o 10º título da era Gallardo no River.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

Após a vitória no jogo de ida por 1x0, o Athlético-PR entrou em campo no Monumental de Nuñez, na Argentina, para encarar o River Plate. Mesmo com boa atuação  defensiva durante a maior parte do jogo, o time comandado por Thiago Nunes não suportou a pressão do time argentino, e foi derrotado por 3x0.

Para a partida, o River Plate foi a campo com: Armani no gol; Montiel, Martínez, Pinola e Angileri na defesa; Ponzio, Palacios, Pérez e Fernandéz no meio campo; Pratto e Borré no ataque.

Já o Furacão, entrou em campo com a seguinte escalação: Santos no gol; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi na defesa; Nikão, Bruno Guimarães, Wellingtom e Rony no meio campo; Lucho González e Marco Rúben no ataque.

PRIMEIRO TEMPO

A primeira chance da partida foi aos 13 minutos, quando Pérez recebeu na entrada da área, se deslocou da marcação e chutou forte, mas a bola bateu na trave. Aos 18 minutos, Angileri recebeu na esquerda e cruzou para Pratto, mas a cabeçada saiu fraca e Santos defendeu. Aos 23, nova chance de Pratto, desta vez após passe da esquerda, mas Santos fez excelente defesa. A primeira chance do time brasileiro foi aos 31 minutos, quando Rony fez ótima jogada e deu passe para Lucho González finalizar dentro da pequena área, mas Armani fez um milagre. Depois disso, as duas equipes diminuiram o ritmo até o fim da primeira etapa.

Equipes criaram na primeira etapa, mas nada de gols. (Foto: Jonathan Campos)Equipes criaram na primeira etapa, mas nada de gols. (Foto: Jonathan Campos)

 

SEGUNDO TEMPO

Aos 15 minutos, após cobrança de escanteio, Pinola chutou e a bola bateu no braço de Lucho González; a penalidade máxima foi marcada após o uso do VAR. Na cobrança, Fernández chutou e Santos defendeu, mas no rebote, o próprio camisa 10 do River abriu o placar.  O time brasileiro assustou aos 34 minutos, quando Renan Lodi chutou de fora da área, e Armani fez boa defesa, mandando para escanteio. Aos 42 minutos, Cirino recebeu dentro da área e deixou Bruno Guimarães na cara do gol ,mas o meia do Athletico não conseguiu finalizar.  Quando tudo se encaminhava para a prorrogação, Lucas Prtatto recebeu livre na área e apenas deslocou Santos para fazer o segundo gol do River. Já no último lance do jogo, Pérez rebeceu após lançamento, driblou o goleiro e sacramentou o título para o time argentino.

Jogadores do River comemoram o gol do título. (Foto: Fernando Freire)Jogadores do River comemoram o gol do título. (Foto: Fernando Freire)

 

Com o resultado, o River Plate conquista o seu 10º título sob o comando de Marcelo Gallardo. Já o Furacão, volta as suas atenções para o campeonato brasileiro, e a Copa do Brasil.

River Plate conquistou a Recopa Sul Americana de 2019. (Foto: Divulgação)River Plate conquistou a Recopa Sul Americana de 2019. (Foto: Divulgação)

 

 

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal