Solari nega pressão e afirma que continua no Real Madrid até o fim da temporada

“Não considero em hipótese alguma deixar a minha posição, não vim aqui para enfrentar um momento tão difícil no clube para desistir. Estamos tristes, feridos. Fizemos nosso melhor, mas claramente isso não nos ajudou”, declarou ele após a trágica eliminação para o Ajax dentro do Santiago Bernabéu.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Com contrato válido somente até o final da atual temporada, o treinador argentino do Real Madrid - Santiago Solari nega qualquer rumor ou pressão quanto a sua saída do cargo e mesmo com a eliminação na Champions League nesta última terça-feira, onde sua equipe foi massacrada pelo Ajax, na goleada por 4 x 1 em pleno Santiago Bernabéu, pelas oitavas de final da competição, ele confirma que seguirá a frente dos merengues até o fim.

Após duas derrotas seguidas para seu maior rival dentro da Espanha - o Barcelona e culminando com a eliminação na maior competição futebolística do "Velho Continente" diante do Ajax, Solari diz que não aceitou o cargo de treinador principal do Real Madrid em um momento tão complicado para "desistir".

Santiago Solari - treinador do Real Madrid.Santiago Solari - treinador do Real Madrid.

"Não considero em hipótese alguma deixar a minha posição, não vim aqui para enfrentar um momento tão difícil no clube para desistir. Estamos tristes, feridos. Fizemos nosso melhor, mas claramente isso não nos ajudou", declarou ele em sua entrevista coletiva após o vexame dos merengues diante de sua torcida na Champions League.

Para completar, Solari fala da existência do clube espanhol e diz que o Real Madrid voltará ainda mais forte.

"As declarações em campo sempre são complicadas. Carvajal parecia ferido durante o jogo, ninguém gosta de perder, mas a temporada continua, há uma grande distância na Liga (campeonato espanhol, onde o Real está a 12 pontos do Barcelona, na liderança), mas temos que jogar profissionalmente. O Real Madrid é maior do que qualquer um de nós que aqui estamos - jogadores, treinadores e voltará ainda mais forte", finalizou.

A torcida do clube merengue se revoltou após o fim da partida que culminou com a eliminação dos "merengues" da Champions League, e o principal alvo foi o capitão Sergio Ramos, que cavou uma falta e consequentemente o cartão amarelo no primeiro duelo entre as duas equipes para segundo ele, "poder jogar as quartas de final", dando clara a sua indiferença quanto ao adversário desta última terça-feira que passeou sobre o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal