Depois da Conmebol anunciar a liberação da volta dos torcedores aos estádios de futebol em suas competições - Libertadores e Copa Sul-Americana, uma avalanche de pedido dos clubes brasileiros para que seus governantes aceitem essa liberação tomou conta do país; lembrando que no Brasil segue restrita a presença de torcedores aos jogos de futebol.

Não muito diferente dos clubes do centro do país, a dupla GreNal também entra neste movimento, uma vez que o retorno dos torcedores aos estádio é uma forma a mais deles lucrarem neste momento complicado de pandemia, mesmo que esse lucro seja com uma margem pequena.

Desta forma, uma reunião na prefeitura municipal de Porto Alegre ocorreu nesta última segunda-feira (12), onde a administração irá sugerir novos protocolos ao Governo do Rio Grande do Sul.

Segundo nota da Prefeitura de Porto Alegre, o tema já estava sendo tratado antes da liberação da Conmebol e nesta mesma reunião desta segunda-feira, o assunto avançou.

Estiveram reunidos: Diretor de Vigilância Sanitária - Fernando Ritter, o Adjunto do Desenvolvimento Econômico e Turismo - Vicente Perrone e o Secretário de Esporte, Lazer e Juventude - Antônio Carlos Pereira; além claro, as equipes técnicas de cada área.

Nesta mesma nota, o poder municipal de Porto Alegre cita que não pode passar por cima do decreto estadual - decreto esse que impede a presença dos torcedores nas arquibancadas.

Compromissos da dupla GreNal

Em partidas válidas pela Libertadores e Copa Sul-Americana, Inter e Grêmio voltam a jogar na capital gaúcha na próxima semana, onde primeiramente o Tricolor encara a LDU, no dia 20 de julho, pela Sul-Americana, já o Colorado encara o Olímpia no Beira-Rio, no dia 22, pelas oitavas de final da Libertadores.

Os jogos com portões fechados estão sendo realizados no Rio Grande do Sul desde março de 2020.