Nada feito! Depois do último boletim epidemiológico semanal, o prefeito do Rio de Janeiro - Eduardo Paes em sua coletiva afirmou que não irá liberar a entrada de torcedores nos estádios.

A declaração do político ocorreu um dia depois da Confederação Brasileira de Futebol - CBF apresentar o protocolo para a retomada de torcedores aos estádios no futebol nacional.

Paes tem preocupação com os novos registros da COVID-19, que pela primeira vez desde fevereiro deste ano teve um aumento no número de mortes em pessoas com mais de 60 anos.

Lembramos que o Flamengo teria conseguido através de uma liminar do STJD, autorização para contar com a presença de seus torcedores em jogos onde esse fosse mandante, no entanto, a Confederação Brasileira de Futebol prometeu entrar com uma liminar contra tal medida.

Dias depois, foi à vez de outros clubes manifestarem tal liberação, uma vez que o Flamengo e outras equipes nacionais já haviam sido liberados. Até o momento na verdade, nenhuma equipe está liberada para receber torcedores em jogos do Brasileirão e Copa do Brasil, mas sim em partidas organizadas pela Conmebol - aqui entenda Copa Libertadores e Copa Sul-Americana.

Protocolo da CBF

Em seu protocolo apresentado nesta sexta-feira - 13, a CBF destacou que a liberação para os clubes das Séries A, B e C do Brasileirão dependerá de autorizações dos governos locais, desde que eles sigam com todas as medidas necessárias para os cuidados contra a COVID-19.

Veja abaixo o que declarou Paes em sua coletiva

"Diante desse cenário agora, não tem. Nada será autorizado. Enquanto estiver esse cenário, a gente não irá autorizar nada. Agora serei eu o epidemiologista aqui", afirmou o mandatário da cidade do Rio de Janeiro.