Reprovado! Estamos falando do "jogo teste" no Mineirão, entre Atlético-MG e River Plate pela Libertadores da América e que contou com torcedores presentes nas arquibancadas.

A reprovação foi dada pelo prefeito de Belo Horizonte, o ex-presidente do Galo Mineiro - Alexandre Kalil, que em entrevista ao "Bom Dia Minas", nesta quinta-feira-19, disse que não gostou nadinha das cenas de aglomeração de torcedores no entorno do Mineirão, nesta última quarta-feira, antes do duelo já aqui citado pela Libertadores.

De acordo com o político, o evento realizado no Mineirão "não passou no teste" e não irá se repetir.

"Do jeito que foi, não vai ser mais, não. Isso foi um acerto entre o Mineirão e o Atlético. Primeiro, foi bom o resultado, todo mundo sabe, nunca escondi meu coração atleticano para ninguém, mas quando vi aquela cena no Mineirão eu desesperei, ontem mesmo entrei em contato com o secretário de Saúde", declarou Kalil, que seguiu falando:

"A população tem que entender, a gente quer melhorar, quer ajudar, fazer tudo para melhorar para compensar tudo o que todo mundo passou, mas quem pode colaborar não colabora. Não foi isso que foi combinado, eu vi torcida organizada lá que pelo preço do ingresso não poderiam estar lá, e eu não tenho o menor receio de voltar tudo atrás".

Além do prefeito de Belo Horizonte, quem também comentou sobre tais cenas declaradas foi o presidente do Atlético-MG - Sérgio Coelho, que disse o seguinte:

"Nós fizemos de tudo para realizar esse jogo de ontem. Acreditamos ter feito e cumprido com todos os protocolos, venda através da internet, ingressos nominais, com atestado médico recolhido. No estádio, conversei muito com minha equipe e entendemos que cumprimos com o protocolo. Fora de campo, vemos imagens de muitas pessoas sem máscara. O doutor Jackson - Secretário de Saúde, amanhã pela manhã vamos nos encontrar. Nosso objetivo é saber onde erramos e vamos tentar consertar, para que dê alegrias aos torcedores, para que os jogos continuem tendo torcedores".

Cruzeiro x Confiança pela Série B - do Brasileirão.

De acordo com Kalil, o poder público irá chamar o Cruzeiro para uma conversa, donde espera que os problemas não se repitam nesta sexta-feira-20, em partida contra o Confiança, no Mineirão, pela Série B.