Diego Souza falou sobre o caso Sport-Palmeiras

Parece que a novela Diego Souza chegou ao seu final; meio com um final dramático, mas feliz para o Sport.

Por
Compartilhe

Ontem finalmente o atleta rompeu o silencio e falou sobre o caso de sua possível ida para o Palmeiras. Em algumas vezes durante a coletiva, Diego chegou a se emocionar e negou ser “mercenário”, fazendo duras críticas a imprensa, a diretoria do clube e principalmente ao ex-jogador Edmundo, que hoje é comentarista do Fox Sports.

Leia também:

Edmundo disse que se encontrou com Diego Souza na praia. Diego explicou: "Nos encontramos na praia, até porque eu moro no Rio, próximo a praia; mesmo que eu estivesse com problemas particulares, fui à praia para arejar a cabeça e encontrei sim o Edmundo, pois frequentamos o mesmo lugar, só que o mau caratismo dele, de se aproveitar de uma situação como essa, uma vez que ele também foi jogador de futebol, com uma belíssima carreira; faz dessas só porque está do outro lado agora. Ao me ver ele riu e perguntou: Está no Rio para resolver sua situação? Eu disse: Quem me dera, estou aqui para resolver problemas particulares”.

Diego Souza se emocionou na entrevista coletivaDiego Souza se emocionou na entrevista coletiva

Diego Souza declarou também que não concordou com a postura tomada pela diretoria do Leão em um momento da negociação. Exatamente quando ele mais precisava; sua ida ao Rio de Janeiro. De acordo com o atleta, ele realmente tinha problemas pessoais para resolver, que infelizmente coincidiram com a sétima partida sua pelo clube na Série A, jogo este contra o Coritiba, que aconteceu na última segunda.

“E jamais precisei mentir coisa alguma aqui no clube, sempre mantive meu caráter, poucas vezes me lesionei, atuei por muitos jogos durante a temporada, acredito que isso sirva até de exemplo para os mais jovens. Ninguém pode dizer que eu não vesti a camisa do Sport com vontade, tanto dentro de campo como fora, em todos os sentidos. Nestes últimos dias aconteceram coisas que me deixaram muito triste, preocupado, passei por um momento de dificuldade. Isso me deixou muito triste, de verdade. Nunca estive tão chateado como estou, desde que cheguei ao clube”.

O jogador alegou que se sentiu desamparado pelo Sport: “Não me vejo como o principal erro do caso, pois jamais menti; sempre fui muito sincero com o clube sobre a negociação com o Palmeiras, mas aqui ficaram falando sobre as negociações, continuaram comentando de renovação de contrato, de aumento de salário, que eu se ficasse ganharia o dobro do que ganharia no Palmeiras e assim continuaram a falar de valores, jamais me respeitaram no momento importante, no momento que eu precisava, tanto que me senti desprotegido por quem comanda o Sport, me deixando muito chateado com tudo isso”.

Outra coisa que incomodou muito o meia-atacante do Sport foi ser chamado de mercenário por parte da torcida, onde ele diz que ao aceitar vir para o Sport, abriu mão de R$ 100 mil a mais por mês no Fluminense: “se eu fosse mercenário, teria aceitado a proposta que recebi pra jogar na China, isso resolveria minha vida; jamais busquei isso”. Diego Souza revelou ainda que possui uma cláusula de saída em seus contrato no valor de 1,6 milhões de euros, cerca de R$5,8 milhões de reais; também negou que tenha discutido valores com o Palmeiras ou com o Sport.

Mesmo chateado com a direção do Sport e com parte da torcida, o atleta informou que permanece no clube e assim estará em campo nesta quinta-feira no confronto contra a Chapecoense. “Vou continuar trabalhando, espero que este episódio não tire o foco da equipe em relação ao trabalho que vem sendo realizado nestes últimos dias; temos um jogo muito importante nesta quinta e seguirei trabalhando, espero que as pessoas entendam o que aconteceu”.

Comentários