Porsche compra 50% da Red Bull Racing e entra de vez na Fórmula 1

Após diversos rumores, a Porsche parece que entrará mais cedo do que se imaginava na Fórmula 1. Com um projeto de adentrar em 2026, a marca fez um acordo com a Red Bull Racing para uma parceria. Ao que tudo indica, já existe um acordo verbal, só resta a assinatura dos papéis para o anuncio oficial.

Porsche com Red Bull na Fórmula 1

Acima de tudo,  nomes como Porsche e BMW foram lançadas pela mídia do paddock como potenciais scuderias. Essas inclusives gostariam de ter seu próprio motor na categoria. Com a “saída” da Honda na RBR, a marca alemã já se prontificou a ajudar os touros vermelhos.

Vale destacar que a Alpha Tauri, equipe “B” da Red Bull, acabou não sendo comprada, devendo continuar com seus próprios motores e sem patrocínio da Porsche.

Novas ideias na F1

Após perder o GP de Sochi, por conta da Guerra entre Rússia e Ucrânia, a Fórmula 1 prevê aumentar ainda mais seus GP's. Domenicali, quer chegar a 30 corridas por ano, entre as prioridades, estão uma terceira prova nos Estados Unidos (Las Vegas) e o retorno à África.

No continente africano, a África do Sul foi a casa da F1 entre as décadas de 1960 e 1990. Receberam a categoria o Autódromo Prince George, entre 1960 e 1966, e o Circuito de Kyalami, palco do GP da África do Sul entre os anos de 1967 e 1985, e novamente em 1992 e 1993 após reformas.

Nos últimos meses, algumas das atuais sedes da F1 renovaram seus contratos com a categoria. É o caso de Monza, palco do GP da Itália e que permanecerá até 2024, e Imola, que recebe o GP da Emilia-Romagna e o fará até 2025.

Além disso, Spa-Francorchamps, na Bélgica, Paul Ricard, na França e Mônaco não renovaram seus contratos, podendo fazer suas últimas corridas nesta temporada. Para finalizar, o anúncio é esperado para o dia 4 de agosto, nas férias da F1.

Como resultado, também permanecerão por um bom tempo: o GP dos EUA, em Austin (2026); o GP de Singapura, em Marina Bay (2028); Abu Dhabi, em Yas Marina (2030) e o GP da Espanha, em Barcelona (2026). Vale destacar, o GP de São Paulo, no Brasil, renovou até 2025, no autódromo de Interlagos.

Em suma, nos próximos anos, deve mudar também o grid de pilotos também mudaria de tamanho, tendo de 22 a 24 pilotos, no momento 20 atletas competem.

Foto Destaque: Divulgação / RBR Artes

Olá, meu nome é Bruno Gabriel, tenho 21 anos e estudo Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo. Pretendo seguir na área de esportes, é um sonho desde criança. Espero [...]