Mesmo estando em desvantagem para alguns concorrentes da Champions League, o PSG que retornou as atividades físicas nesta semana e que ainda tem duas copas "caseiras" para serem finalizadas após a suspensão da temporada por conta do novo Coronavírus, acredita poder fazer frente a esses, porém, já se prepara para a temporada 2020/2021 e se organiza para garantir pelo menos quatro reforços na abertura da janela de transferências.

Segundo o jornal francês "Le Parisien", o clube da capital francesa irá em busca de quatro reforços e mira quatro posições "prioritárias" no mercado, no entanto, diferentemente dos últimos anos, o PSG irá ao mercado com pouco dinheiro para fazer as contratações.

Com saídas de jogadores importantes de seu elenco, como: Edinson Cavani, Thiago Silva e Thomas Meunier - entre outros, o PSG deseja se reorganizar e buscar alvos específicos, assim deverá garantir a chegada de um zagueiro, um lateral-direito, um meio-campista e um atacante.

O clube francês tem em caixa apenas 70 milhões de euros para ir em busca de reforços - isso se não conseguir vender algum outro jogador de seu atual elenco ou caso apareça uma proposta acima da média por suas estrelas, como Mbappé e Neymar.

Mesmo Mbappé e Neymar podendo ser alvo de grandes clubes do "Velho Continente", a direção do Paris Saint-Germain já declarou que deseja a manutenção da dupla para a temporada 2020/2021 - isso sem falar que o clube também já oficializou a permanência de Mauro Icardi, que nesta temporada está no time por empréstimo junto a Inter de Milão. O argentino custou aos cofres do time francês algo em torno de R$ 300 milhões.