Mesmo com uma sobrevida no Paris Saint-Germain após classificar a equipe francesa a próxima fase da Champions League, isso não serve como "tranquilidade" para Thomas Tuchel, que diz já ter um plano caso seja demitido do cargo nos próximos meses.

De acordo com informações do jornal francês "L’Èquipe", o técnico alemão do time francês gostaria em caso de demissão, vir a treinar o Bayern de Munique, no entanto, a efetivação de Hansi Flick até 2023 o fez recuar e pensar em um ano sabático. Vale lembrar que se isso acabar acontecendo, não será a primeira vez que Tuchel tomará essa decisão, onde após deixar o Borussia Dortmund em 2017, ele também ficou um tempo longe da casa-mata e dos gramados por cerca de um ano.

Thomas Tuchel -  treinador do Paris Saint-Germain.
Thomas Tuchel - treinador do Paris Saint-Germain.

Cotado como a esperança por parte dos torcedores franceses, o técnico acabou perdendo um pouco da confiança desses após a eliminação para o Manchester United na Champions League na temporada 2018/2019; se não bastasse essa eliminação, a derrota por 2 a 0 diante do Rennes, na final da Copa da França, na mesma temporada, também trouxe muitas dúvidas sobre a sua permanência no cargo, isso sem falar em sua relação com os jogadores, que não tem sido fácil.

Nesse quesito já foram inúmeros casos de desentendimentos com as principais estrelas do elenco - aqui falamos de Mbappé e Neymar. Tuchel já criticou o brasileiro por diversas vezes.

No entanto, por hora, com o futebol paralisado e com seu time classificado as quartas de final da Champions League, ele vai seguindo a frente do comando técnico do PSG, pelo menos até a volta de sua equipe aos gramados.