Em uma semana que promete ser decisiva para o futuro de Neymar no Paris Saint-Germain, novas informações a respeito desta "novela" que já se arrasta por algum tempo surgiram neste último final de semana.

Segundo o jornal francês "Le Monde", informou neste último domingo que Tamin Bem Hamad Al Thani - dono da Qatar Sport Investiment (que comanda o Paris Saint-Germain), não está interessado em vender o brasileiro nesta janela de transferências, dando assim um novo caminho a essa "novela".

Tamin Bem Hamad Al Thani e Al Khelaifi - donos do PSG.

De acordo com o diário francês, o emir do Catar e dono do clube em questão comunicou a sua decisão recentemente ao presidente do clube - Nasser Al Khelaifi e também ao diretor esportivo do PSG - Leonardo; mesmo assim, esperam por Barcelona e Real Madrid, que nesta semana deverão encaminhar algo mais concreto se quiserem realmente ter Neymar em seus devidos elencos.

A não saída de Neymar nesta janela de transferências também demonstraria a força do Paris Saint-Germain no mercado e ao mesmo tempo passaria ao mundo do futebol a imagem que o clube francês não cede aos caprichos do atacante brasileiro. Ganhar esta queda de braço e ficar com seu camisa 10 traria um efeito positivo para o clube.

Porém, essa "novela" ainda promete mais alguns capítulos até o fechamento do mercado para o futebol europeu, no início da próxima semana, tendo essa semana como decisiva para Barcelona, Real Madrid ou Juventus nesta queda de braço com o Paris Saint-Germain no sentido de transferência do atacante brasileiro - que já deixou bem claro que não gostaria de permanecer em Paris, tendo vontade de voltar ao futebol espanhol. Aguardemos os próximos capítulos!