Com as últimas declarações de Thomas Tuchel após a primeira derrota do Paris Saint-Germain na temporada, dentro do Campeonato Francês, no último final de semana, deixou bem claro que a possível saída de Neymar do clube francês não é a única preocupação atualmente.

De acordo com os jornais franceses, o clima no vestiário está cada vez pior e os jogadores estão a cada dia se distanciando do técnico alemão.

Ainda segundo as informações, não existe um distanciamento total entre jogadores e treinador, mas a situação está piorando nos últimos dias. Alguns dos jogadores do elenco do PSG estariam insatisfeitos com a forma de condução de Tuchel dentro do grupo, seja ela na questão envolvendo Neymar ou na formação do elenco.

Por exemplo, a entrada de Draxler como titular na derrota para o Rennes pelo Campeonato Francês no último final de semana foi um desses motivos - a grande maioria do elenco não entendeu a escolha do treinador, causando assim um certo desconforto dentro do vestiário.

Sem ainda conseguir se adaptar ao futebol francês, Draxler é um dos grandes pivôs da tensão entre os demais atletas do elenco para com o treinador, que segue dando mais chances ao seu compatriota que o restante dos jogadores da posição. Além desse problema, a metodologia de treinos de Thomas Tuchel seria outro grande ponto de descontentamento.

Os jogadores estariam insatisfeitos pelo fato dos treinamentos focarem apenas a intensidade física e os movimentos defensivos, esquecendo da parte ofensiva. Nesse quesito, Neymar teria uma "parte da culpa". Antes da novela envolvendo a sua saída, o treinador comandava a equipe para jogar em função do craque brasileiro e não para potencializá-lo, o que irritou outros jogadores que se sentiram diminuídos.

Para os mesmos jornais franceses, os jogadores estão perdidos e não entendem as idéias do seu treinador; com isso a situação a cada dia vai ficando mais insustentáve