Neymar e Mbappé não são mais insubstituíveis no PSG, diz presidente do clube

Em entrevista a revista “France Football” , o presidente do clube francês declarou que “não haverá mais espaço para estrelismo dos jogadores” dando um recado a Neymar e Mbappé

Por Minha Torcida
Compartilhe

Acabou a “mordomia” no Paris Saint-Germain – pelo menos foi esse o aviso do presidente do clube – Nasser Al Khelaifi, que em entrevista a revista “France Football” declarou que “não haverá mais espaço para estrelismo dos jogadores” dando um recado a Neymar e Mbappé.

“Os jogadores têm de assumir responsabilidade ainda maior que antes. Deve ser completamente diferente. Eles terão que fazer mais, trabalhar mais. Não estão lá para agradar a si mesmos. E, se não concordarem, as portas estão abertas. Tchau! Eu não quero mais ter nenhum comportamento de celebridade na equipe”, declarou o presidente do clube francês, sem citar nomes.

Al Khelaifi e Leonardo - presidente e diretor de futebol.Al Khelaifi e Leonardo - presidente e diretor de futebol.

Com o recado dado pelo “dono” do clube francês, o jornal “L’Èquipe” publicou neste último domingo que o PSG resolveu aceitar vender o craque brasileiro nesta janela de transferências que se abrirá no próximo mês, no entanto, só o liberará se receber uma boa oferta.

O mesmo jornal francês ainda diz que os fatores que levaram a direção do Paris Saint-Germain ter essa iniciativa em relação especialmente a “Neymar”, foram os últimos fatos divulgados por toda a mídia esportiva e também pelas constantes lesões do jogador brasileiro, que nos dois últimos anos não vem conseguindo ajudar o PSG principalmente na Champions League.

Neymar vem de meses atribulados desde o início de 2019 – começando o mesmo com uma nova lesão no pé direito, que fez novamente com que ele perdesse boa parte da temporada – além disso, pesa contra o camisa 10 os recentes problemas extracampo, como o soco dado a um torcedor após o vice na Copa da França e a recente denúncia de estupro – até agora negada pelo atleta e que está em investigação.

Com o desejo compartilhado de deixar o PSG, Neymar teria confidenciado a amigos próximos um cansaço diante de sua situação em Paris e que acreditava ser praticamente insustentável a sua permanência no clube francês. Agora resta saber qual o clube que gostaria de ter o brasileiro em seu elenco, visto que o Real Madrid já desistiu de sua contratação!

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal