Neymar e Cavani se desentendem e causam 'climão' no PSG

Neymar se desentende com Cavani e jornais franceses vêem briga declarada de egos entre os dois jogadores.

Por
Compartilhe

Um episódio inusitado ocorreu durante a partida entre Paris Saint-Germain e Lyon no último domingo pelo Campeonato Frances. O uruguaio Cavani e Neymar discutiram para ver quem iria bater o pênalti na vitória por 2 a 0. Diferentemente do que ocorria na época de Barcelona, onde as cobranças de pênaltis eram divididas de forma harmoniosa pelo trio MSN, no PSG parece que as coisas não são bem assim. Com mais tempo de clube, Cavani é o dono da bola, uma vez que em quatro pênaltis marcados a favor do PSG nesta temporada, todos eles foram batidos pelo atacante uruguaio.

Cavani e Neymar discutindo sobre a cobrança do pênalti.Cavani e Neymar discutindo sobre a cobrança do pênalti.

O primeiro desentendimento neste sentindo ocorreu durante a vitória por 6 a 2 sobre o Toulouse, quando Cavani negou o pedido de Neymar e cobrou a penalidade, deixando o brasileiro visivelmente contrariado. Outros dois lances parecidos ocorreram contra o Saint-Étienne e Céltic. Mas no quarto, na vitória por 2 a 0 sobre o Lyon no último domingo, Neymar voltou a pedir para bater o pênalti e novamente foi ignorado por Cavani. O brasileiro não escondeu sua irritação com a nova recusa do uruguaio, que ainda disperdiçou a cobrança. 

Leia também:

Para o jornal “Le Parisien”, há uma 'guerra de egos' entre Neymar e Cavani. Para o jornal os dois disputam o protagonismo na linha de frente do PSG:

“A vitória por 2 a o sobre o Lyon não conseguiu esconder a tensão entre os dois atacantes, que disputavam a bola antes de cada pênalti e falta próxima a área, sendo um dos problemas que destaca a já declarada guerra de egos entre os dois jogadores do clube”.

Para o jornal de maior destaque esportivo da França, o “L´Équipe”, a rivalidade virou capa nesta segunda-feira, com a seguinte manchete: “Triunfo muito caro”. Ainda dentro da manchete, o jornal criticou a postura dos dois atacantes do PSG, citando que “eles pararam até de passar a bola um para o outro”. Segundo o periódico, o brasileiro procura apenas jogar com Mbappé, deixando o uruguaio isolado na partida e assim também pelo outro lado, que não procura Neymar:

“Edison Cavani não deu nenhum passe para Neymar durante a partida. Neymar por sua vez, só lhe deu dois. Isso evidenciou as dificuldades ofensivas do PSG diante do Lyon”, destacou o jornal.

Neymar e Cavani se desentendem e causam 'climão' no PSG

O L´Équipe ainda declarou que o atacante uruguaio nem agradeceu a torcida nas arquibancadas após o final do jogo – como de praxe no PSG, passando direto para o vestiário.

Perguntado sobre o ocorrido, o treinador do Paris Saint-Germain, Unai Emery, não quis polemizar e fez questão de acalmar os ânimos e assim evitar qualquer polêmica envolvendo os dois atacantes:

“Esse tipo de situação é resolvida internamente, dentro do vestiário pelo grupo. Em nosso elenco existem vários jogadores capazes de bater os pênaltis, não existe lista alguma de hierarquia. Acredito que eles sejam capazes de chegar a um acordo, até porque se não souberem resolver essa questão por si só, eu resolverei. Não quero que isso vire um problema para o restante do elenco”, declarou o técnico.

Com o fim de mais uma rodada pelo Campeonato Francês e com uma semana cheia para treinos, o PSG terá tempo para aparar as arestas entre Cavani e Neymar. O PSG só volta aos gramados no próximo sábado, às 12 horas pelo Campeonato Francês, quando encaram o Montpellier pela sétima rodada da competição.

Comentários