Minha Torcida Logo

PSG está livre das acusações de irregularidades no Fair Play Financeiro da UEFA, entenda:

O CAS se embasou na decisão da própria equipe de controle financeiro da UEFA, que havia encerrado o caso de investigação em junho do ano passado, após constatação de que não havia irregularidades.

Por
Compartilhe


Neymar e Mbappé são as duas principais estrelas do PSG na atualidade.Neymar e Mbappé são as duas principais estrelas do PSG na atualidade.Vitória do Paris Saint-Germain na “Corte Arbitral do Esporte” em relação às “irregularidades” no Fair Play Financeiro podem justificar a permanência de Mbappé e Neymar no clube por mais uma temporada.

O clube francês foi avisado nesta terça-feira que teve a sua apelação contra a UEFA em reabrir as investigações sobre as irregularidades no Fair Play Financeiro aceita pelo “CAS” – Corte Arbitral do Esporte.

Meses depois da entidade máxima do futebol no “Velho Continente” ter avisado que iria reabrir o processo contra o PSG sobre a conduta financeira do clube, a mesma não teve ganho de causa, com isso as investigações sobre os valores pagos em relação a Neymar (220 milhões de euros) e a Mbappé (180 milhões de euros) deverão ser arquivadas imediatamente.

Veja abaixo a nota publicada pelo CAS em relação ao assunto:

“A apelação entregue ao CAS em 3 de outubro de 2018 pelo Paris Saint-Germain contra a decisão publicada em 19 de setembro de 2018 pela Câmara Adjudicatória do Organismo de Controle Financeiro dos Clubes da UEFA (CFCB) está confirmada após a decisão postada ao lado, onde a mesma diz que: “A decisão publicada em 13 de junho de 2018 pela Câmara de Investigação do CFCB da UEFA, na qual foi encerrada a investigação sobre o cumprimento do Paris Saint-Germain é final””.

O CAS se embasou na decisão da própria equipe de controle financeiro da UEFA, que havia encerrado o caso de investigação em junho do ano passado, após constatação de que não havia irregularidades – mas após revisar o caso, a entidade europeia resolveu reabrir o processo, não aceito pelo CAS, que declarou que não há mais o que ser investigado, após o PSG lembrar que o pedido da UEFA chegou depois de uma data limite de dez dias.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais