UEFA abre investigação em contratos do PSG junto a empresas do Catar

UEFA irá analisar se os reais valores de patrocínios são os mesmos declarados.

Por
Compartilhe

O Paris Saint-Germain se viu nesta semana envolvido em mais uma questão de investigação por parte da UEFA, que determinou a realização de uma auditoria independente nos contratos do clube francês com empresas do Catar.

De acordo com o jornal francês “L’Èquipe”, a investigação irá avaliar se esses contratos possuem valores inferiores ao declarado pelo clube de Neymar e Cia. A ICFC – Investigação da Instância de Controle Financeiros dos Clubes, da UEFA, terá como base a investigação de contratos fechados pelo PSG com cinco empresas do Catar.

As empresas são as seguintes: Clínica Desportiva Aspetar, Qatar National Bank, Ooredoo Telefônica, TV BeIn Sports e a empresa de promoção de turismo no país – QTA.

Tal auditoria irá analisar se os acordos com essas empresas então com os valores reais declarados pelo Paris Saint-Germain. Se a mesma apontar qualquer irregularidade, o clube francês terá um desequilíbrio ainda maior em suas contas. Atualmente o PSG tem um valor negativo de 75 milhões de euros.

Nasser Al-Khelaifi - dono do Paris Saint-Germain.Nasser Al-Khelaifi - dono do Paris Saint-Germain.

Ainda segundo informações do periódico acima citado, a direção do PSG informou que recebia 100 milhões de euros da QTA por temporada, mas segundo informações, o real valor deste patrocínio seria de 175 milhões.

Não é de hoje que o clube onde joga Neymar e Mbappé enfrenta esse tipo de problemas, em 2014 o PSG passou por situação semelhante, quando o contrato com a QTA havia sido avaliado em 100 milhões de euros, mas o real valor declarado era a metade – na época a UEFA multou o clube em 20 milhões de euros, além de uma limitação de jogadores inscritos na disputa da Champions League.

 

Comentários