Assim como a grande maioria dos clubes de futebol mundo a fora, o Paris Saint-Germain foi um desses a ser abalado pelo impacto econômico que a pandemia da COVID-19 estabeleceu a esses todos. O clube de París obteve um prejuízo de 204 milhões de euros - pouco mais de R$ 1 bilhão de reais para a temporada 2020/2021; com uma porcentagem de 60% a mais de gastos do que na temporada passada - até aqui, conforme revelou o jornal francês "L’Èquipe".

Vender jogadores para sanar as contas

Com esse cenário negativo nas contas de um dos maiores clubes do mundo, o PSG se vê obrigado a vender um dos jogadores de seu atual elenco, ao mesmo tempo em que busca renovar o contrato com suas principais estrelas - aqui nos referindo a Mbappé e Neymar. O vínculo dos dois atacantes encerra com os franceses em junho de 2022; mas ambos já negociam uma possível renovação.

Líder do Francês

Atualmente o Paris Saint-Germain é o líder do Campeonato Francês - com 42 pontos e nas próximas semanas irá encarar um velho conhecido do craque brasileiro, o Barcelona, nas oitavas de final da Champions League.