O que muda no Palmeiras com a eliminação trágica na Libertadores?

Após a eliminação na Libertadores, o time paulista pensa o planejamento para o restante da temporada, e busca salvar o ano com o título brasileiro.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

A noite da última terça-feira certamente ficará na memória dos torcedores palmeirense. A trágica e inesperada eliminação para o Grêmio nas quartas de finais da Copa Libertadores da América fez com que toda a empolgação e o investimento feito com contratações fosse abaixo, algo que está se tornando rotineiro na história recente do Palmeiras.

Felipão tem contrato com o Palmeiras até o fim de 2020. Ainda no Pacaembu, o treinador disse que o time pagou pelos erros e projetou a sequência da equipe para a temporada. Falou em "tomar decisões", sem dar detalhes.

- Eu não posso estar discutindo assuntos internos, com a direção, aqui com vocês depois do jogo. Tem uma série de situações que precisamos conversar, trabalhar, uma série de detalhes que podemos corrigir. Aí vamos tomar algumas decisões. Aqui não dá para conversar nada disso - afirmou o treinador.

qq

A tendência é que a a relação entre torcida e diretoria volte a ficar estremecida depois da eliminação do Palmeiras na Libertadores. A delegação alviverde já conviveu com protestos e até ameaças antes de partidas contra Ceará, Godoy Cruz e Corinthians. Depois do jogo contra o Grêmio, alguns torcedores protestaram em frente à arena do Verdão.

O presidente Maurício Galiotte e o diretor Alexandre Mattos foram questionados pela organizada pelo Verdão por causa do planejamento montado para 2019. Antes da Libertadores, o time já havia sido eliminado no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal