Palmeiras tem duas decisões nesta quinta-feira; dentro e fora de campo, entenda:

O Palmeiras vem reclamando desde abril que a arbitragem recebeu interferências externa no segundo tempo da partida, que terminou com a vitória do Timão.

Por
Compartilhe

O Palmeiras além de definir sua permanência na Copa do Brasil nesta quinta-feira, diante do Bahia, também terá uma importante batalha a ser definida nos tribunais, aonde no dia de hoje, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva irá julgar o pedido de impugnação da final do Campeonato Paulista feito pelo clube. O julgamento iniciará às 11h, no Rio de Janeiro.

Se a sentença do STJD do Rio de Janeiro entender que a reclamação do “alviverde” tem fundamento, poderá então devolver o caso para o “Tribunal de Justiça Desportiva” de São Paulo ou até mesmo decidir por julgar o pedido de anulação da partida.

O Palmeiras vem reclamando desde abril que a arbitragem recebeu interferências externa no segundo tempo da partida, que terminou com a vitória do Timão e a decisão acabou sendo decidida nas cobranças de pênaltis, onde o Corinthians saiu vitorioso.

Final do Paulistão-2018.Final do Paulistão-2018.

Entenda o caso:

De acordo com a reclamação da direção do Palmeiras, o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, que marcou pênalti de Ralf em Dudu, aos 26 minutos da etapa complementar, sete minutos após, voltou atrás de sua decisão e marcou apenas escanteio a favor para o “verdão”, que naquele momento, já perdia a partida por 1 a 0 (o empate dava ao Palmeiras o título do Campeonato Paulista).

Para tentar provar interferências externa na decisão da arbitragem, o Palmeiras contratou uma empresa de investigação e dizer ter reunido provas que mostram que o árbitro anulou a penalidade de Ralf em Dudu após receber informações de pessoas que não faziam parte da equipe de arbitragem na decisão.

As pessoas em questão são Dionísio Roberto Domingos – diretor de arbitragem da FPF e Márcio Verri Brandão – membro da equipe de arbitragem da entidade paulista, dentro do campo no momento da marcação da “penalidade” a favor do Palmeiras; como é possível ver no vídeo abaixo:

Comentários